Com vendas em alta este ano, o Fiat Uno completa 35 anos no mercado brasileiro, com cerca de 4 milhões de unidades produzidas no período. Desenhado por Giorgetto Giugiaro, o hatch foi lançado um ano antes na Itália e chegou por aqui em 1984 em versão adaptada aos usos e costumes tropicais.

“Pequeno por fora e grande por dentro” era o mote da campanha no novo compacto quando ele chegou ao mercado brasileiro. Modelo da marca mais comercializado no País até agora, o Uno brasileiro chegou a ser exportado até mesmo para o seu país de nascimento. Ele ainda é exportado para Argentina, México, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Chile, Uruguai, Bolívia e Peru.

No Brasil, suas vendas atingiram 11,7 mil unidades nos primeiros sete meses deste ano, mais do que o dobro do volume registrado no mesmo período do ano passado, quando aconteceram 5,6 mil emplacamentos.

Anúncio

Ao longo de suas história, recebeu mais de 20 prêmios, tendo conquistado o título de Carro do Ano pela revista AutoEsporte já no primeiro ano de vendas no País. O novo Fiat Uno, totalmente remodelado e que estreou dois novos motores – o Fire 1.0 Evo e o Fire 1.4 Evo, ambos flex – foi lançado em 2010.

Dentre os seus pioneirismos, o Uno foi o primeiro carro mundial da marca a ser comercializado no Brasil e também e também o primeiro carro turbo fabricado em série por aqui. Outro destaque do modelo foi o advento do motor 1.0 em 1990, versão denominada Mille, que chegou a vender mais de 100 mil unidades em seu primeiro ano de mercado e teve produção suspensa em 2013.


Fotos: Divulgação/Fiat