Os conselhos de administração da FCA — Fiat Chrysler Automobiles, e do Groupe  PSA aprovaram o encaminhamento da fusão que formará o quarto maior conglomerado automotivo do planeta, avaliado em US$ 47 bilhões e que reunirá 13 marcas de automóveis.

Segundos fontes ouvidas por agências internacionais e pelo Wall St Journal, John Elkann, presidente do grupo ítalo-americano, será o presidente da nova empresa, enquanto Carlos Tavares, autal CEO da PSA, ocuparia o mesmo cargo no futuro conglomerado. A PSA teria seis cadeiras no conselho contra cinco da FCA, de acordo coma a agência Reuters.

Ainda segundo agências noticiosas, como parte do acordo a PSA  teria se comprometido a  reduzir sua participação de 46% na Faurecia, empresa de autopeças do grupo francês.


Fotos: Divulgação