Após anunciar início das vendas de versões elétricas para operações de distribuição de carga em ambientes urbanos, a Volvo dá mais um passo na eletrificação ao apresentar conceitos de caminhões pesados destinados à construção ou às rotas regionais, de médias distâncias.

Segundo a fabricante sueca, os modelos surgem como ferramentas para explorar e demonstrar diferentes soluções para o futuro, além de avaliar o interesse do mercado.

A empresa lembra ainda que enquanto há pressa para reduzir as emissões a fim minimizar as mudanças climáticas, cresce cada vez a demanda por transporte com o aumento da urbanização e o crescimento populacional.

“Vemos um grande potencial, no longo prazo, para caminhões elétricos pesados ​​aplicados na construção e no transporte regional”, afirma Roger Alm, presidente da Volvo Trucks. “Mas para aumentar a demanda por caminhões eletrificados, a infraestrutura de carregamento precisa ser ampliada rapidamente, além da necessidade de criar incentivos financeiros mais atrativos para os transportadores que atuam como pioneiros, que adotam novos veículos com menor pegada ambiental.”

LEIA MAIS

→Volvo começa a vender caminhões elétricos na Europa

→Volvo cria área dedicada ao transporte autônomo

Para a Volvo, caminhões elétricos pesados podem contribuir com um ambiente de trabalho mais saudável e confortável, especialmente na construção civil, graças ao baixo nível de ruído e a ausência de emissão de gases.

Anúncio

A tecnologia elétrica ainda abre possibilidade de operar por mais horas, por exemplo, à noite, sem comprometer a tranquilidade da vizinhança.

No transporte rodoviário de mercadorias, os caminhões elétricos também ajudaram a reduzir o impacto climático. Somente na Europa, as transferências de carga por médias distâncias somam mais de 80 mil quilômetros por ano.

“O aumento do uso de veículos elétricos para distribuição regional resultaria em ganhos climáticos significativos, desde que a eletricidade seja livre de fósseis”, diz Lars Mårtensson, diretor de meio ambiente e inovação da companhia.

O plano da Volvo Trucks para caminhões elétricos pesados ​​para construção e distribuição regional deve começar com clientes selecionados na Europa, que passam a utilizar um pequeno número veículos.

“A velocidade da eletrificação dependerá de vários fatores. Por um lado, é preciso ampliar a infraestrutura de carregamento e, por outro, garantir que as redes de energia possam fornecer capacidade suficiente a longo prazo”, resume Mårtensson “Incentivos financeiros são importantes para atrair mais transportadores a investir. Muitos operadores de transporte têm margens muito pequenas, portanto, cada novo investimento deve ser lucrativo.”


Foto: Volvo Trucks/Divulgação