Marca da CNH Industrial, a Case IH encerrou 2019 com resultados positivos em suas operações no Brasil. Com a venda de 649 unidades e mais de 50% de participação no mercado de colhedoras de cana-de-açúcar, a empresa encerrou o ano na liderança no segmento de máquinas para o setor sucroenergético.

“Estamos muito satisfeitos com o desempenho do ano passado”, destaca o vice-presidente da Case IH para a América do Sul, Christian Gonzalez. “Nossos números confirmam a qualidade, eficiência, alta performance e tecnologia que estão embargados em todos os equipamentos da marca”.

Segundo dados da Anfavea, a Case IH comercializou 649 colhedoras no País em 2019, registrando crescimento de 1% no comparativo com o ano anterior. A empresa mantém em Piracicaba, SP, o Centro de Excelência Global de Desenvolvimento de Colhedoras de Cana-de-açúcar, de onde saem as máquinas da marca para todas as localidades da Case IH no mundo, o que representa 25 países de todos os continentes.

Trabalham nesta plataforma mais de 50 pessoas de diferentes áreas e, além do time local, o setor também recebe respaldo global. “Nossa equipe trabalha de forma integrada e isso faz a diferença”, afirma Gilberto Alves, diretor de Engenharia e Plataforma de Colhedora de Cana da Case IH. “Quem está no campo, ouvindo as necessidades dos clientes, traz sugestões de melhorias para o time de engenharia de produto. Essa equipe desenvolve e testa as tecnologias para levar ao produtor uma máquina econômica, eficiente, confiável e com disponibilidade”.

Anúncio

Só nos últimos quatro anos a empresa implementou mais de 100 melhorias na linha A8000, fator determinante para a marca ser líder em seu segmento. “O Brasil é responsável por mais da metade da produção mundial de cana-de-açúcar do mundo e por isso, a Case IH escolheu o nosso País para desenvolver e fabricar as colhedoras. Desta maneira, ao lado das usinas, conseguimos saber quais são as principais necessidades do setor para desenvolvermos o melhor equipamento”, comenta Silvio Campos, diretor de marketing de produto da Case IH.


Foto: Divulgação/Case IH