Fabricante de filtros automotivos, a Wega Motors está em pleno processo de expansão no Brasil e na América Latina, com forte atuação no aftermarket da região. O gerente nacional de vendas, Thiago Messuca, revela crescimento da ordem de 24,5% no ano passado e projeção de nova alta na faixa de 6,6% este ano, quando a empresa projeta vender 24,3 milhões de peças no mercado brasileiro.

Comi fábrica na Argentina e Centro de Distribuição na cidade de Itajaí, SC, que tem com capacidade  para 12 milhões de peças, a Wega também possui escritório técnico comercial em São Paulo. No começo do mês passado, a empresa realizou sua convenção anual de vendas, durante a qual todas as equipes da empresa participaram de reunião e dinâmicas para a apresentação de resultados do ano anterior e expectativas e projeções para 2020.

Na ocasião, foi revelado crescimento em 2019 acima do esperado, desempenho atribuído ao  lançamento de novos produtos e à sinergia das equipes envolvidas em todos os processos, incluindo engenharia, TI, logística, marketing e vendas, até chegar aos clientes no balcão e aos aplicadores, que serão foco de ações especiais este ano, como comenta Thiago Messuca em entrevista ao AutoIndústria:

Dos segmentos que vocês atuam (filtros de óleo, ar, cabine, combustível, câmbio, velas de ignição, aquecedoras, filtro para Arla 32, desumidificador, do sistema de arrefecimento, sedimentador e óleo hidráulico), quais são os carros-chefe? Tem alguns que se destacam mais?

Dentre os segmentos nos quais a Wega trabalha, os itens com maior participação sem dúvida são os filtros de óleo, ar, cabine e combustível. Mas temos o diferencial perante a concorrência de ter um portfólio completo para todas as famílias de produtos. Fazemos um trabalho de conscientização na ponta, alertando a troca completa dos filtros na hora da manutenção. Nosso lançamento recente de filtro para câmbio automático foi um sucesso muito acima das expectativas e para 2020 teremos mais novidades para o mercado.

Anúncio

Quantos filtros a empresa vende por ano. Os negócios da Wega estão em expansão no País?

Em 2018, a Wega vendeu um total de 18,3 milhões filtros. Já em 2019 chegamos à excelente marca de 22,8 milhões de filtros, resultado que representou um crescimento acima dos 24% e fez com que nos consolidássemos como uma das principais marcas de filtros no mercado brasileiro. Para 2020 nossa previsão é a de vender um total de 24,3 milhões de filtros (expansão de 6,6%).

Qual será o foco de atuação em 2020?

Este ano vamos manter o foco de lançamentos de produtos e ações diretas com nossos aplicadores.

Quanto o mercado de reposição representa para a Wega? Há projeção de ampliar negócios no aftermarket da América Latina? Para quais países vocês exportam?

Apesar de já fornecermos já para algumas montadoras, o foco da Wega é no mercado de reposição. Nossa participação no mercado brasileiro está próxima à 15% e na América Latina seguimos o mesmo crescimento na maioria dos países que atuamos, como Argentina, Chile, Bolivia e Costa Rica, dentre outros.

Qual a participação das exportações hoje? Está em crescimento? Deve crescer mais este ano?

As exportações para outros países são feitas pela nossa matriz na Argentina mas o que podemos adiantar é que na América Latina a Wega está em constante crescimento nos últimos anos.


Foto: Divulgação/Wega