Metalúrgicos da fábrica da CNH Industrial de Curitiba, PR, responsável pela fabricação de máquinas agrícolas, aprovaram, com mais de 90% dos votos, proposta da empresa de suspensão do contrato de trabalho por 30 dias, prorrogáveis por mais 30, de cerca de 70% dos trabalhadores da produção. No caso da área administrativa, há redução de 25% na jornada por no máximo 3 meses.

A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, PR, revelando que o acerto prevê pagamento de 100% do salário líquido para quem ganha até R$ 9.000 e 90% acima dessa faixa, tanto para o pessoal da produção como o da área administrativa. Também ficou definido garantia de emprego até o fim do acordo e pelo mesmo período após o seu término.

A CNH Industrial não revelou detalhes da sua proposta, mas informou que está conversando sobre a adoção previstas na medida provisória 936 com os sindicatos de outras cidades onde possui fábrica, como Sorocaba e Piracicaba, no interior paulista, e Sete Lagoas, MG.

Anúncio

LEIA MAIS

Toyota adia retomada da produção para junho

GM fecha acordo de lay-off com redução de salário

A aprovação pelos trabalhadores da fábrica da New Holland do Paraná foi definida em votação virtual realizada na quinta-feira, 9. De acordo com o sindicato, a proposta consiste em duas modalidades, sendo elas a redução de 25% na jornada e nos salários para os trabalhadores do administrativo (por no máximo 3 meses) e suspensão do contrato de trabalho por 30 dias (prorrogáveis por mais 30 dias) de cerca de 70% dos trabalhadores da produção


Foto: Divulgação/Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba