A PSA anunciou que retomará a produção de veículos em Porto Real, RJ, na próxima terça-feira, 23 de junho. A empresa foi uma das primeiras montadoras a interromper as atividades em decorrência da pandemia da Covid-19, ainda em 23 de março. A decisão de voltar ao trabalho, contudo, pode ser revertida, caso o quadro sanitário se agrave até lá, deixa claro nota divulgada nesta quarta-feira, 17.

A volta ao trabalho será “segura e gradual”, segundo Jean Mouro, vice-presidente de operações da PSA na América Latina:

“A proteção e o bem-estar de nossos colaboradores e de suas famílias continuam sendo as prioridades no gerenciamento das nossas operações. O Protocolo Reforçado de Medidas de Proteção implementado em Porto Real e em todas nossas unidades propicia um alto nível de proteção e é o primeiro critério analisado ao reiniciarmos as operações em nossas unidades”.

O executivo afirmou também que o ritmo de produção obedecerá a demanda de mercado. Segurança e nível da atividade comercial, diz Mouro, nortearão as decisões da PSA nos próximo meses. A planta fluminense produz os modelos Citroën C3, Aircross e C4 Cactus e o Peugeot 2008.

O  Peugeot 208, que vinha sendo fabricado na unidade, deixa de ser produzido e será substituído em breve pela nova geração fabricada na Argentina.

Anúncio

O chamado Protocolo Reforçado de Medidas de Proteção, desenvolvido com os serviços de saúde, foi compartilhado com organizações sindicais e submetido a auditorias. A empresa criou ainda “patrulhas da saúde”, que serão   responsáveis pela verificação diária da aplicação de medidas e de ações de proteção  e pela implementação de  correções, se necessário.

LEIA MAIS

→ Produção cai pela metade, com perda de 610 mil veículos no ano

Dentre as medidas sanitárias implementadas, estão a recomedação para que os funcionários, sempre que possível, utilizem transporte individual e, em caso de carona ou transporte público, obedeçam regra predefinida de preenchimento dos assentos e uso de máscaras

Os trabalhadores também terão a temperatura verificada antes da entrada na unidade, receberão máscaras e contarão com álcool gel para uso obrigatório e devem obedecer o distanciamento social em todos locais, incluindo áreas de descanso. Com exceção das corta-fogo, todas as portas da fábrica deverão permanecer abertas.


Foto: Divulgação