A Daimler Truck encaminha mais um passo em seu projeto em produzir em larga escala células de combustível. Sob o chapéu da Daimler Truck Fuel Cell, empresa criada no mês passado especialmente para essa finalidade, um time na seda da companhia em Stuttgart, Alemanha, multiplica conhecimento e coloca em andamento o primeiro estágio do programa, com o desenvolvimento de como serão as futuras instalações e os processos de fabricação.

A fabricante persegue objetivo de tornar o transporte livre de emissões de CO2 e a célula de hidrogênio é uma das peças-chave para a transformação no futuro. “Seguimos consistentemente o caminho rumo à produção em série de células de combustível e, dessa forma, realizamos um trabalho absolutamente pioneiro, que vai além da indústria automotiva. Para chegar a isso, vamos investir uma soma considerável nos próximos anos”, reforça em nota Martin Daum, CEO da Daimler Truck.

Produzir células de combustível não se trata apenas transferir os processos industriais convencionais. A tecnologia, sensível a contaminações do ar, temperatura, umidade, além de possuir numerosos componentes em escala micrométrica, exige ambientes controlados

Segundo Andreas Gorbach, CEO da Daimler Truck Fuel Cell, a experiência acumulada nos últimos dez anos em diversas cooperações não só dá condições para o desenvolvimento da tecnologia das células de combustível, como também beneficiou a área de produção com vantagens competitivas. “Já estamos aptos para trabalhar especificamente em um de nossos marcos mais importantes, que é a padronização para a produção industrial em série e em grande escala desses sistemas de células de combustível.”

Anúncio

Em abril passado, a Daimler Truck anunciou acordo com o Grupo Volvo para criação de uma joint venture para atuar no desenvolver e fornecer sistemas de células de combustível para veículos comerciais pesados. A produção em série de sistemas de células de combustível também deverá ser incluída neste acordo. As empresas planejam oferecer veículos comerciais pesados com células de combustível ainda na segunda metade desta década.

Por outra frente, um acordo de cooperação com a Rolls-Royce deve ser assinado até o fim deste ano para utilizar os sistemas de células de combustível para produção de geradores de energia de emergência da marca MTU, usados em centros de processamentos de dados.

LEIA MAIS

Daimler cria empresa para células de combustível

Daimler e Volvo criam joint venture para células de combustível


Foto: Daimler Truck/Divulgação