OIQA, Instituto de Qualidade Automotiva, programa para o segundo semestre deste ano o lançamento do certificado de profissionais especializados na manutenção e reparo de veículos, sejam eles da rede independente ou das concessionárias autorizadas pelas montadoras. O objetivo é garantir melhor qualidade da mão de obra nesse importante segmento da cadeia automotiva.

“A tecnologia embarcada nos veículos requer conhecimentos cada vez mais específicos e a educação formal dos profissionais ainda é escassa e limitada à oferta do Sistema S, das escolas técnicas públicas ou privadas, dos programas das montadoras e das iniciativas de fabricantes de equipamentos e autopeças, como palestras e cursos”, comentou Marcelo Gabriel, parceiro do IQA no desenvolvimento desse projeto.

Segundo dados divulgados pelo instituto, o mercado de reposição automotiva movimenta mais de R$ 68 bilhões por ano, empregando perto de 480 mil funcionários. Os serviços de manutenção são feitos nas mais de 122 mil oficinas independentes espalhadas em todo o território nacional, que respondem por 80% dos serviços, e nas 4 mil concessionárias autorizadas, responsáveis pelos 20% restantes.

Anúncio

Além de gerar insatisfação para o consumidor final, a baixa qualificação da mão de obra também traz prejuízos para as oficinas, pela limitação da produtividade e gastos com retrabalho. As área de atuação dos profissionais de oficinas, são variadas, incluindo desde sistemas de freios, de direção e suspensão, até regulagens de motores diesel e retificas de motores alternativos de combustão interna.

O teste que será feito pelo IQA para gerar a certificação será voluntário e com cobrança de uma taxa de R$ 150. Será feito 100% online e a certificação será válida por 3 anos. O certificado fica disponível digitalmente e futuros empregadores podem consultar a base de certificados online


Foto: Divulgação/Sindirepa