Em assembleia realizada na terça-feira, 30, os trabalhadores da General Motors aprovaram, por unanimidade, acordo para pagamento da PLR, Participação nos Lucros e Resultados, de 2021 de R$ 13.985,51. O valor é 5,45% superior ao benefício pago no ano passado, índice que equivale à inflação medida pelo INPC.

O pagamento da PLR será dividido em duas parcelas, informa o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. A primeira, no valor de R$ 7.908,75, será  quitada já em abril. Os R$ 6.076,76 restantes estão previstos para janeiro de 2022. A PLR  será paga a cerca 3,7 mil funcionários da montadora, incluindo 950 pessoas que estão em regime de layoff.

A fábrica de São José dos Campos está operando em um turno de trabalho desde 8 de março. O esquema, adotado em virtude do desabastecimento de autopeças e componentes, deve perdurar por dois meses.

Anúncio

“A cadeia de suprimentos da indústria automotiva na América do Sul tem sido impactada pelas paradas de produção durante a pandemia e pela recuperação do mercado mais rápida do que o esperado”,  afirmou em nota a empresa, que esta semana paralisou a produção em São Caetano do Sul, SP, e prorrogou para junho a volta  ao trabalho em Gravataí, RS, suspensas desde o ínício de março.

LEIA MAIS

→ GM alerta para o risco de o País não receber novos investimentos


Foto: Divulgação