Quem deseja comprar o Creta tem um boa e uma má notícia. A boa: a versão de entrada Action, agora com sistema Stop & Go de série, continua a ser vendida por R$ 96,5 mil. A má: ela é a única restante da primeira geração do automóvel lançado em 2017 com motor 1.6 e que começou a ser substituída por uma renovada linha, apresentada pela Hyundai oficialmente nesta quarta-feira, 25.

O novo utilitário esportivo, já em regime de pré-venda e que chega às revendas em meados do mês que vem, tem desenho muito diferente na dianteira, traseira e interior, ganhou melhorias técnicas, mais conteúdos de série e várias tecnologias de auxílio à condução. Mas a Hyundai, claro, está cobrando por isso.

O Creta Nova Geração, como a montadora batizou o SUV reestilizado, é oferecido em quatro versões e preços sugeridos a partir de R$ 107,5 mil até R$ 148 mil. Três com o motor 1.0 turbo flex de tricilíndrico de 120 cavalos e a topo dotada do 2.0 flex que passou por aprimoramentos e que desenvolve agora de 167 cavalos.

 

O modelo dispõe apenas de câmbio automático de seis velocidades. Na linha 2022, o motorista pode utilizar um seletor no console para escolher entre os modos de condução Normal, Eco, Sport e Smart (versão 2.0).

O visual, muito discutível, chamará a atenção tanto quanto as evoluções tecnológicas e replica a fórmula apresentada em outros mercados, apenas ocm poucas e sutis diferenças. Os faróis são duplos e acompanhados de luzes diurnas em LED. Na traseira, o estilo igualmente polêmico das lanternas divide o porftagonismo com uma nova tampa do capô bem pronunciada.

 

A nova linha

Creta Action 1.6 AT6- R$ 96.490,00

Creta Comfort 1.0 AT6 R$ 107.490,00

Creta Limited 1.0 AT6 R$ 120.490,00

Creta Platinum 1.0 AT6 R$ 135.490,00

Creta Ultimate 2.0 AT6 R$ 147.990,00

Mesmo concebido sobre a plataforma da primeira geração com alguma evolução, o novo SUV é maior do que seu antecessor. Segundo a Hyundai, o SUV tem entre-eixos 2 centímetros maior e na largura foi acrescido 1 centímetro, medidas que ampliam o conforto principalmente dos ocupantes do banco de trás.

Além do espaço mais generoso, o interior se beneficiou também de um novo painel, com quadro de instrumentos digital configurável e, nas versões superiores, de multimidia de 10,25 polegadas.

A Hyundai, na verdade, aposta numa farta e completa lista de equipamentos — boa parte opcional ou não disponível nas versões inferiores — para poder destacar o Creta como modelo comparável a veículos de segmentos superiores em termos de conforto, segurança e tecnologia.

hyundai creta

Anúncio

De fato, ninguém poderá reclamar do SUV nesse sentido. A versão topo tem faróis full-LED, controle de cruzeiro adaptativo, frenagem automática de emergência, câmera 360°, assistente de permanência e centralização em faixa, dentre outros recursos. O ponto cego é eliminado por uma câmera que transmite a imagem do veículo ao lado no centro do painel de instrumentos. Opcionalmente, também é oferecido teto solar panorâmico e pintura bitom.

Dentre outros muitos recursos, vale destacar ainda seis air-bags, faróis alto automáticos e a evolução da frenagem automática de emergêrcia, que agora identifica carros, pedestres e ciclistas. Em caso de uma conversão à esquerda, o sistema também é capaz de atuar caso identifique um carro na pista contrária.

hyundai creta

LEIA MAIS

→ Hyundai começa a produzir novo Creta

A exemplos de outros modelos da marca, o Creta Nova Geração conta com os serviços conectados do sistema Bluelink, que permite, via celular, rasterar o veículo, ligar o motor, abrir e fechar janelas — operação também possível por comando de voz — e até definir a temperatura o ar-condicionado.

O Bluelink é gratuito por seis meses. Após este prazo, o custo mensal é de R$ 29,90 por mês ou até R$ 49,90 com sistema de navegação incluído. Mas para o grupo de 500 consumidores que reservarem o novo Creta Bluelink será vgratuito por um ano, junto com possibilidade de quitar a primeira parcela do financiamento somente em janeiro, caso o cliente escolha o Banco Hyundai para a operação.


Foto: Divulgação