Com o objetivo de fortalecer os fatores ESG – Ambiental, Social e Governança – na sua estratégia de negócios na região, a Volkswagen decidiu criar uma diretoria de sustentabilidade, que passa a operar a partir de 1º de setembro. A nova área será integrada à diretoria de assuntos corporativos e relações com a imprensa, liderada por Priscilla Cortezze, com reporte ao presidente e CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

“Vamos olhar não apenas os riscos, mas principalmente as oportunidades que temos no futuro, considerando múltiplos stakeholders e uma agenda mais ampla de toda a sociedade”, comenta Priscila. “Queremos estabelecer uma abordagem empreendedora e criativa para desenvolver ideias e processos inovadores em parceria com toda as áreas da empresa”.

No contexto da sustentabilidade, o grande desafio é o Way to Zero. “Em 2050, queremos nos tornar totalmente neutros em CO2 tanto como empresa quanto como fabricante de automóveis”, detalha a executiva, que também é membro do Comitê Executivo da Volkswagen na América Latina.

Anúncio

LEIA MAIS

Brasil sediará centro de biocombustíveis da Volkswagen

Volkswagen quer etanol como fonte complementar para a eletrificação

A nova área vai liderar o relacionamento com todas as partes envolvidas no fortalecimento dos fatores ESG, assim como os fóruns externos sobre o tema. Também vai apoiar a criação do recém-anunciado Centro de P&D de Biocombustíveis no Brasil, que visa explorar as tecnologias já existentes no País com foco no futuro da mobilidade.

A Fundação Grupo Volkswagen e o comitê de Sustentabilidade/ESG, que engloba as áreas de RH, compras, finanças, desenvolvimento de produto, compliance, estratégia, operações, vendas e marketing e relações governamentais, passar a fazer parte da recém-criada diretoria.


Foto: Divulgação/VW