Era uma notícia esperada após o processo de constituição da Stellantis e toda a dinâmica de nomeações para postos-chave da quarta maior montadora do mundo: Mike Manley, que comandou a FCA antes da fusão com a PSA, saiu do grupo. A partir de novembro o executivo, originário da Jeep, assumirá como CEO da AutoNation, a maior rede do varejo automotivo dos Estados Unidos, com sede na Flórida

Manley, convidado para seguir no Conselho da Fundação Stellantis, vinha respondendo pela divisão das Américas da Stellantis, depois de dois anos como CEO da FCA, cargo que herdou com o falecimento de Sergio Marchionne, executivo que ao longo dos últimos anos   encaminhou tratativas para a venda ou fusão da FCA com outras empresas do setor.

Com a saída de Manley, Mark Stewart, COO na América do Norte, e Antonio Filosa, COO na América Latina, passam a se reportar diretamente ao CEO global Carlos Tavares.

Anúncio

“Tive o privilégio de conhecer Mike primeiro como um competidor, depois como um parceiro e colega na criação da Stellantis. Desde os primeiros dias de nossas conversações, compartilhamos uma visão, uma crença e compromisso verdadeiramente comuns e é sobre essas bases sólidas, construídas ao longo dos últimos anos, que a Stellantis apresentou seus impressionantes resultados iniciais”,  declarou em nota Tavares.

LEIA MAIS

→ Apesar das dificuldades, Stellantis mantém otimismo com o Brasil


Foto: Divulgação