Planta pode produzir,  em média, 28 motores por hora, cerca de 13 mil a cada mês.

Por Redação

Ela é a unidade produtiva mais nova da veteraníssima General Motors no Brasil. Ainda assim o complexo industrial de Joinville (SC) já acumula números invejáveis. Lá já foram fabricados 400 mil de motores desde sua inauguração em fevereiro de 2013. A marca foi alcançada em maio, apenas três meses depois de completar seu quarto aniversário.

No momento Joinville pode produzir, em média, 28 motores por hora, cerca de 13 mil a cada mês. Mantido o atual ritmo na linha de montagem, serão 150 mil motores por anodas versões  SPE/4 1.0L e 1.4L destinados à fábrica da GM em Gravataí (RS), onde são fabricados o Chevrolet Onix, atual líder de vendas no mercado intenro, e o sedã Prisma.

“A fábrica de Joinville chegou para aumentar a autonomia da produção de motores da GM, complementando o fornecimento para o complexo de Gravataí sem perder o nosso foco no futuro sustentável. É um exemplo para as nossas manufaturas globalmente”, elogia Marcos Munhoz, vice-presidente da GM Mercosul.

Anúncio

Limpa – Capítulo importante na breve trajetória da planta foi obter, em março de 2014, a certificação  internacional de construção sustentável Leadership in Energy and Environmental Design, a Leed Gold. Joinville foi a primeira fábrica do setor automotivo na América do Sul a conquistar o reconhecimento e segunda da General Motors em todo o mundo.


Foto: Divulgação/GM