Empresas desenvolveram função autônoma que, por comando no celular, leva o carro à vaga escolhida sem precisar estar ao volante

Por Redação

Basta o motorista chegar ao seu destino, desembarcar e, por meio de um simples comando no smartphone, o carro segue sozinho para a vaga escolhida, como também o traz de volta. A cena já é realidade no Museu da Mercedes-Benz em Stuttgart, na Alemanha, onde a Bosch e a Daimler criaram o estacionamento autônomo.

De acordo com as empresas, o projeto piloto dá forma à primeira solução mundial que integra direção autônoma e infraestrutura. A partir do ano que vem, os visitantes do local poderão experimentar o novo serviço de valet sem manobrista e aproveitar o tempo desperdiçado procurando vaga no passeio.

“A direção autônoma estará disponível mais rápido do que muitos imaginam. O sistema de estacionamento autônomo no museu demonstra o quanto a tecnologia já está avançada”, afirma. Michael Hafner, chefe de desenvolvimento de direção autônoma e segurança ativa da Mercedes-Benz.

Anúncio

“O uso da infraestrutura inteligente de estacionamento e a conectividade dos veículos nos permitiu fazer o estacionamento totalmente autônomo uma realidade muito antes do esperado”, cmpleta Gerhard Steiger, presidente da divisão de Sistema de Chassis da Bosch.

No projeto a Bosch entrou com os sensores para a infraestrutura do estacionamento e a tecnologia de comunicação, enquanto a Daimler, além do espaço físico, os veículos para integrar todo o desenvolvimento. Os sensores instalados na garagem monitoram o corredor e seus arredores enquanto o veículo é guiado, dessa forma o carro converte os comandos com total segurança durante as manobras.

O projeto agora passará por fase de teste com a supervisão de autoridades regulatórias e empresas de certificação com objetivo de avaliar a segurança e validar o serviço. A expectativa é de que os visitantes possam utilizar o estacionamento autônomo do museu já no início de 2018.


Foto: Bosch/Divulgação