Por Lael Costa, do Rio de Janeiro, RJ

Há 20 anos começava a desembarcar no País, a família Sprinter, da Mercedes-Benz. O utilitário, fabricado na Argentina, chegava para substituir o MB180 e disputar os segmentos de van, furgão e cabine-chassi na faixa de 3,5 a 5 toneladas. Desde então, o veículo acumula mais de 127 mil unidades licenciadas no Brasil, o quinto maior mercado da empresa para a categoria no mundo.

Limitada a apenas vinte unidades, o lançamento está programado para ser na Fenatran, a ser realizado em outubro, no São Paulo Expo. Para se diferenciar na linha, a Sprinter 20 anos vem para-choques e protetores laterais pintados na cor do veículo, grade dianteira cromada, além de um pacote mais generoso de itens de segurança e conforto, como assistente de saída em rampa, piloto automático, alarme antifurto, volante multifunção, rodas de liga leve e câmera de ré.

Os preços serão de R$ 127.000 (cabine-chassi), R$ 148.000 (Furgão 313), R$ 186.000 (Van de 15 lugares) e R$ 208.000 (van de 20 lugares). Os valores são de 5% a 7% mais elevados se comparados aos modelos convencionais.

A família Sprinter, porém, já traz um conjunto de equipamentos de série inéditos para o segmento, como o ESP Adaptativo, recurso que alia ABS, programa de estabilidade, controle de tração e sistema de distribuição da força de frenagem entre as rodas, assistente de vento lateral (corrige a trajetória do veículo), sensor de desgaste das pastilhas de freio e sistema de limpeza de do disco de freio.

Anúncio

De acordo com os números da empresa, a participação da Sprinter no mercado nacional saltou de 15% para 27% de 2012 a 2016. Somente nos sete primeiros meses do ano, o utilitário encerrou o período com fatia de 33% com 3.201 unidades vendidas. “Temos planos de crescer ainda mais”, adianta Jefferson Ferrarez, diretor de vendas e marketing vans da Mercedes-Benz. “O foco está nos nichos com o crescimento do e-commerce e do empreendedorismo em pequenos negócios. ”

O diretor de vendas lembra, no entanto, que atualmente os negócios no segmento têm sido impulsionados pelo transporte de passageiros. “Aplicações em turismo, fretamento e receptivos ganhara mais relevância nos últimos anos. Em torno de 55% das vendas do mercado são para as aplicações em transporte de passageiros. Mas a tendência é a demanda por veículos de carga crescer e voltar a ter os 60% que representava nas vendas.”

Samu – A Mercedes-Benz venceu licitação de 800 furgões Sprinter para equipar municípios com ambulâncias para o atendimento no SAMU, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Ministério da Saúde.  O primeiro lote de 220 veículos será entregue até mês de setembro. As ambulâncias serão distribuídas para cidade de diversas regiões do País.


Foto: Mercedes-Benz/Divulgação