Por Redação

As vendas de veículos seminovos, aqueles com até três anos de uso, cresceram 10% em julho sobre agosto e registram alta de 22,4% no acumulado dos primeiros oito meses do ano em relação ao mesmo período de 2016. Os dados, divulgados pela Fenauto, Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, na segunda-feira, 11, contemplam automóveis, comerciais leves, veículos pesados e motos.

Foram comercializados 577,5 mil veículos seminovos em agosto e 3,9 milhões nos primeiros oito meses do ano. Em julho as vendas tinham atingido 524 mil unidades e no mesmo período do ano passado chegaram a 3,19 milhões. A Fenauto não separa as vendas de seminovos por segmento, mas no cômputo geral dos veículos usados eles representam 64% do total comercializado no País.

Para o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, os resultados até agora mostram uma lenta mas constante retomada nas vendas. “Acredito que esse movimento deve continuar até o final do ano, se não houver nenhum imprevisto na economia”, comenta Santos.

Anúncio

Considerando o mercado total de usados, incluindo automóveis, comerciais leves e pesados e motos de todas as idades, as vendas atingiram 1,36 milhão de unidades em agosto, contra 1,25 milhão em julho, alta de 8,9%. No acumulado do ano o balanço da Fenauto indica a comercialização de 9,34 milhões de usados, o que representa alta de 7,9% em relação aos 8,65 milhões do mesmo período do ano passado.

Por segmento, computando-se seminovos e usados com mais de três anos de uso, o de automóveis foi o que mais cresceu no ano – 6 milhões de unidades de janeiro a agosto contra 5,55 milhões no mesmo período de 2016, expansão de 9,2%. As vendas de comerciais leves ampliaram-se em 6,9%, com 995 mil unidades este ano, e a de veículos pesados cresceram 4,1%, com 233,4 mil unidades. No caso das motos a alta foi de 4,9%, num total de 1,93 milhão de unidades.


Foto: Divulgação/Fenauto