Por Redação

A Eaton acaba de completar 60 anos de Brasil. Na década de 50, embalada pela chegada das montadoras e início de produção de veículos com a maioria dos componentes nacionais, a então já tradicional fabricante de transmissões escolheu o País para abrigar sua primeira fábrica fora da América do Norte. A cidade escolhida foi São José dos Campos (SP), que viu a linha produção ser acionada oficialmente em 1957.

Hoje, além de quatro unidades produtivas da divisão automotiva, o conglomerado tem aqui o Centro Mundial de Desenvolvimento de Transmissões para Veículos Comerciais da empresa. A operação brasileira está capacitada também para desenvolver produtos e aplicações específicas para as principais montadoras presentes na América do Sul.

Antônio Galvão, presidente da Eaton Brasil, assegura que somente a evolução mais recente em estrutura e desenvolvimento de produtos consumiu cerca de R$ 500 milhões nos últimos cinco anos e qualifica a operação como uma das melhores do grupo. O centro de engenharia de Valinhos (SP) passou a contar agora com 20 bancadas de testes contra apenas as nove disponíveis na década anterior.

Anúncio

Após três anos de quedas abruptas e do início de recuperação em 2017, o presidente da empresa projeta crescimento da produção nacional de veículos pesados da ordem de 13% em 2018.

A fábrica de Mogi Mirim (SP), inaugurada em 2000, é considerada pela empresa uma de suas mais modernas e eficientes. Este ano recebeu o reconhecimento de Planta Modelo da Eaton no Mundo É a primeira do País e a quinta do mundo a receber a distinção. Em 200 mil m², a planta produz engrenagens, eixos e sincronizados para transmissões de automóveis e caminhões.

É a partir da pioneira unidade de São José dos Campo, de Valinhos, de Mogi Mirim e da unidade de Caxias do Sul (RS) que a Eaton exporta para países da América do Sul, América do Norte, Europa e Ásia. Somadas às divisões hidráulica e elétrica, congregam cerca de 4 mil funcionários no Brasil.

A Eaton faturou globalmente US$ 19,7 bilhões no ano passado, conta com 95 mil funcionários e está presente em 175 países.


 

Foto: Divulgação/Eaton