Por Redação

A Caoa e a Chery assinaram termo de cooperação estratégica que cria a marca Caoa Chery no Brasil, com produção compartilhada nas fábricas de Jacareí, SP, e Anápolis, GO. Com a parceria as duas empresas prometem investir US$ 2 bilhões nos próximos cinco anos no desenvolvimento de produtos e inovações tecnológicas.

“A parceria é um marco nas relações comerciais e industriais entre o Brasil e China com ganhos para os dois países e as duas empresas”, disse o presidente da Caoa, Mauro Correia, após a assinatura do termo de cooperação estratégica. “Da parte da Caoa, essa parceria possibilitará a introdução de novas tecnologias, além do desenvolvimento de novos produtos. Estamos unindo a coragem, a ousadia e a inovação das duas empresas para montar uma nova gigante brasileira”.

Essa nova e inédita parceria, segundo o vice-presidente executivo da Chery Brasil, Luis Curi, acontece em um importante momento do mercado brasileiro, que passa por processo de retomada do crescimento. “Com a união da expertise de mercado e o know how da Caoa com a tecnologia e estrutura da Chery, o grande beneficiado será o consumidor brasileiro que poderá usufruir de um conjunto oportuno de benefícios, como o melhor atendimento em vendas e pós-venda e produtos cada vez mais inovadores”.

Pertencente ao empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, cujas iniciais formam o nome Caoa, o grupo atua no mercado brasileiro há quase 40 anos, com forte presença na área de distribuição e fábrica em Anápolis. A Chery, por sua vez, iniciou operações fabris no País há três anos, exatamente quando o mercado brasileiro iniciou uma das piores crises de sua história.

Anúncio

Por causa disso enfrentou problemas para deslanchar suas vendas por aqui e desde meados do ano circulavam notícias quanto à disposição da montadora chinesa de vender 51% de suas operações locais. Apesar da sociedade quase igualitária, o Grupo Caoa ficará responsável pela administração do negócio. A nova montadora Caoa Chery, segundo a nota conjunta, será 100% nacional.

A Caoa não divulgou quanto pagou pelo negócio, mas no início de outubro, quando a Chery colocou oficialmente à venda 51% das ações de sua operação brasileira, informou que contava com um pagamento mínimo de US$ 64 milhões. Atualmente, são produzidos em Jacareí os modelos QQ, Celer Hatch e Celer Sedan. A fábrica do interior paulista, que contempla também uma unidade de motores, recebeu investimento de US$ 530 milhões.

A Caoa, fundada em 1979, tem uma rede de distribuição de 180 concessionárias que contam com 1.100 vendedores especializados nas marcas Hyundai, Subaru e Ford. Em suas oficinas de serviços trabalham 3.400 profissionais. Inaugurada há 10 anos, a fábrica da Caoa em Anápolis recebeu investimento próprio de R$ 2,5 bilhões. Desse valor, R$ 121 milhões foram direcionados à criação de um Centro de Pesquisa e Eficiência Energética, que, segundo a empresa, é o mais completo laboratório de eficiência energética da América Latina.


Divulgação/Chery