Por Redação

A Mercedes-Benz planeja compor todo o seu portfólio de comerciais leves em versão elétrica. E a estratégia tem início com o Vito, já disponível para encomendas com entregas para o segundo semestre de 2018. Em seguida, em 2019, serão lançadas as opções elétricas nas linhas Sprinter e Citan. O eVito também representa um ponto de partida para uma nova estrutura comercial da empresa dedicada a proporcionar rentabilidade ao negócio de transporte de carga ou passageiro baseado na eletrificação.

De acordo com a fabricante, para competir em igualdade de condições com tradicional motor a diesel, a propulsão elétrica também precisará entregar os parâmetros econômicos corretos para o transporte, como os custos de compra e de operação do veículo. Assim, a empresa inaugura estrutura própria que auxiliará o cliente que vai além da oferta do produto, mas também assessoria na implantação de infraestrutura de recarga nas instalações da empresa, na elaboração do tamanho da frota, no uso de ferramentas capazes de proporcionar o melhor custo total da operação, nas soluções de conectividade, no gerenciamento dos veículos e nos serviços de manutenção.

Anúncio

A estratégia da empresa para os comerciais leves elétricos também se baseia na parceria com clientes para juntos desenvolverem soluções próprias e contínuas. No início do ano que vem, uma empresa logística alemã passará a usar frota elétrica da marca para entrega urbana de encomendas em projeto que envolverá 1.500 unidades de Vito e Sprinter até o 2020.

O eVito oferece autonomia para 150 km e alcança velocidade máxima de 120 km/h. Garante ainda 1.000 kg de carga útil em espaço para até 6,6 m³. O modelo abriga capacidade de 41,4 kWh e a bateria pode ser totalmente carregada em seis horas.


Foto: Mercedes-Benz/Divulgação