Por Redação

Com 22.454 produtos negociados no acumulados dos primeiros onze meses deste ano contra os 21.492 vendidos em igual período de 2016, o mercado de reboques e semirreboques registra desempenho positivo em 2017, com crescimento de 4,48%.

“O segmento está completando sua recuperação e deverá seguir em rota ascendente daqui para diante”, celebrou Alcides Braga, presidente da Anfir, Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários, ao divulgar os dados na quinta-feira, 7.

Já o setor de leves, o de carroceria sobre chassis, ainda apresenta retração no acumulado do ano. De janeiro a novembro foram emplacados 31.314 produtos ante os 35.263 no mesmo período de 2016, um decréscimo de 11,2%. Como o segmento de leves tem maior volume nas vendas totais de implementos, na soma de todos os negócios do setor verifica-se queda de 5,26% no ano – 53,7 mil contra 56,7 mil.

A expectativa da Anfir é a de que o segmento de leves só deverá reverter os resultados negativos após a virada do ano. “Caso haja reação da economia nas cidades, isto é, no comércio urbano e de varejo” ressalva Mario Rinaldi, diretor executivo da entidade.


Foto: Divulgação/Randon