Por Redação

A fabricante de São Bernardo do Campo (SP) acaba de fechar vendas de 115 caminhões Atego 1729 com câmbio automático para gestoras chilenas de coleta de resíduos. Do lote, 75 unidades seguem para a Starco Demarco, para serviço nas cidades de Antofogasta, Los Á ngeles e Vitacura, o restante vai para Veolia, de Maipú.

“O excelente desempenho do Atego nas regiões montanhosas chilenas, com destaque para a sua capacidade de arrancada e subida e a facilidade de manobra, foi determinante para a escolha do caminhão da nossa marca pelas empresas locais, assim como o conforto da cabina e do câmbio automático”, destaca Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

De acordo com a Mercedes-Benz, o Chile representa o segundo mercado de exportação mais importante da empresa, depois da Argentina. No acumulado do ano até novembro, os embarques de caminhões da fabricante somaram 859 unidades, alta de 44% em relação ao mesmo período do ano passado. Também no caso das remessas de chassi para os chilenos, a companhia registra forte crescimento, de 18%, para 1.261 unidades, na mesma base de comparação.

Anúncio

Ao computar os negócios externos da companhia a partir do Brasil, que envolve transações com cerca de 50 países, de janeiro a novembro a Mercedes registra crescimento de 18% com 13.220 veículos comerciais exportados, enquanto no mesmo período do ano passado o volume atingido foi de 11.213 unidades.


Foto: Mercedes-Benz/Divulgação