Por Redação

A cada ano que a passa a CES (Consumer Eletronics Show), considerada a maior feira de tecnologia do mundo, realizada em Las Vegas, Estados Unidos, parece ganhar mais ares de salão do automóvel do que propriamente um evento do setor eletroeletrônico em virtude das novidades apresentadas pelas montadoras. Na edição 2018, de 9 a 12 janeiro, não se mostra diferente e ganha proporções tão – ou mais – relevantes em relação às exposições genuínas do setor automotivo.

Este ano, as fabricantes projetam mais luz nos avanços em direção à eletrificação dos carros e nas tecnologias de assistência rumo à direção autônoma.

A Nissan, por exemplo, além da inédita tecnologia B2V, com a qual pretende revolucionar a relação de motorista com o carro ao integrar recursos capazes de fazer o automóvel interpretar sinais do cérebro e, assim, poder antecipar ações, levou a nova geração do elétrico Leaf, lançado no Salão do Automóvel de Tóquio, em setembro do ano passado.

O novo modelo incorpora o que montadora chamou de ProPilot, tecnologia que permite ao veículo autonomia de direção desde o momento no qual o motorista seleciona o destino pelo sistema de navegação até a chegada. Traz também o e-Pedal, recurso que possibilita ao motorista dar partida, acelerar e parar somente pela força que exerce no pedal do acelerador.

Leia mais

https://www.autoindustria.com.br/2018/01/04/o-carro-como-leitor-de-mentes/

https://www.autoindustria.com.br/2017/09/06/nissan-lanca-nova-geracao-do-leaf/

https://www.autoindustria.com.br/2017/07/21/nissan-leaf-tera-e-pedal/

Sob o slogan Sem limite para todos, a Kia chegou à exposição disposta a ampliar os horizontes das mobilidade com planos bem definidos para o futuro e apostas em soluções autônomas, conectadas e elétricas, com passado já programados.

 

Anúncio

A partir de 2021, a empresa começará a oferecer tecnologia de condução de Nível 4. Em paralelo aos desenvolvimentos de recursos de assistência de direção, até 2025 adotará tecnologias de conectividade em todos os segmentos de veículos, além de apresentar dezesseis novos veículos eletrificados, sejam híbridos, 100% elétricos, como também com células de combustível.

O resumo de sua visão de futuro está no conceito Niro EV, escolhido pela empresa para estar na feira de Las Vegas. Trata-se de um SUV compacto totalmente elétrico e carregado de recursos, como sistema ativo de aviso de pedestres, dispositivo que reconhece objetos, pessoas e ciclistas. Em conjunto com câmeras e alto-falantes, o recurso avisa os usuários da via a presença do veículo.

A Mercedes-Benz marca a participação no evento com a apresentação mundial do que chamou de MBUX, Mercedes-Benz User Experience, sistema multimídia inteligente que estreará na nova geração do Classe A, ainda em 2018.

O novo sistema ficou mais intuitivo e simplificado para o motorista e passageiros, com a possibilidade de individualizar funções, além de ser atualizado automaticamente, garantindo sempre o uso no automóvel da versão mais recente. As telas são de alta resolução e incorporam a tecnologia de realidade aumentada. O motorista tem opção de controle por toque ou mesmo por voz para todas as funcionalidades.

São destaques da marca no evento também os conceitos Concept EQA, smart vision EQ fortwo e o superesportivo Mercedes-AMG Project One, como também o modelo de pré-produção GLC F-CELL, que combina a autonomia dos veículos movidos a hidrogênio com baixa emissão de poluentes, ao agregar células de combustível e bateria a um automóvel híbrido plug-in.


Fotos: CES/Kia/ Mercedes-Benz/Divulgação