Por Redação

Com o propósito de ampliar a linha Chevrolet no País a General Motors acaba de inaugurar novas instalações em Joinville (SC) quadruplicando o tamanho da fábrica e ampliando a capacidade de produção de motores de 120 mil unidades para mais de 420 mil/ano.

Fruto de um investimento de R$ 1,9 bilhão, a ampliação será responsável pela criação de 400 novos empregos diretos e indiretos e vai preparar a GM Mercosul para se tornar uma plataforma de exportação global.

O novo prédio construído no local, de 46,8 mil m², vai abrigar seis novas linhas: duas de usinagem de blocos, duas de cabeçotes, uma linha de sub-montagem de cabeçotes e uma de montagem de motores.

“A GM entende que o mercado brasileiro iniciou um novo ciclo de crescimento e queremos continuar expandindo a presença de nossa marca Chevrolet, que é líder de mercado no País há dois anos consecutivos”, destacou Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, ao falar do novo empreendimento.

Leia mais

→VW começa o ano na vice-liderança do mercado

O executivo disse ainda que com os novos investimentos a empresa está desenvolvendo novas tecnologias e poderá ampliar a linha de produtos Chevrolet. “A fábrica de Joinville, além de ser a mais sustentável da empresa no mundo, também será uma das mais inovadoras”, garantiu Zarlenga.

Participaram da solenidade de inauguração das novas instalações, realizada na sexta-feira, 2, o governador de Santa Catarina, João Raimundo Colombo, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, e o prefeito de Joinville, Udo Döhler, além de Marcos Munhoz, vice-presidente da GM Mercosul.

Anúncio

Com a ampliação, o complexo de Joinville passa de 15 mil m² para 61,8 mil m². A fábrica recebe novas tecnologias de manufatura inteligente (4.0), incluindo estações robotizadas, sistema autônomo de movimentação de materiais, sistema de monitoramento de processo através de câmeras, testes elétricos dos motores, gerenciamento de estoque e programação através de software conectado com a cadeia de suprimentos, entre outros.

Com a introdução dessas novas tecnologias, a produção será monitorada em tempo real, por meio de sistemas de gerenciamento dos processos acessíveis através de “tablets” e “smartphones”. O montante de R$ 1,9 bilhão aplicado em Joinville faz parte de um investimento total de R$ 13 bilhões no período 2014 a 2020, o maior já feito pela empresa no Brasil.

Na solenidade de inauguração, Munhoz destacou a importância da parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de Joinville nas negociações que viabilizaram os investimentos na fábrica. “O apoio do sindicato foi fundamental para nossa decisão, que vai transformar a fábrica de Joinville em uma de nossas maiores e mais competitivas fábricas na região”.


Foto: Divulgação/GM