Por Alzira Rodrigues

Na contramão do mercado de veículos O km, as vendas de seminovos, aqueles com até três anos de uso, começaram o ano em baixa. Foram comercializadas 220.129 unidades em janeiro, com queda de 50,4% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando tal volume atingiu 443,9 mil. Também há queda de 8,4% no comparativo com dezembro (240,3 mil).

Já os veículos com mais tempo de uso tiveram altas expressivas no comparativo anual. Os veículos com 4 a 8 anos de uso tiveram vendas ampliadas em 35,7%, totalizando 464 mil unidades. Os negócios relativos a veículos com idade de 9 a 12 anos cresceram ainda mais, alta de 78,5%, atingindo 206,2 mil transações. E os chamados velhinhos, com mais de 12 anos, tiveram demanda ampliada em 31,4%.

Os dados, divulgados na segunda-feira, 5, pela Fenauto, Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veiculos Automotores, incluem automóveis, comerciais leves, veículos pesados e motocicletas. O segmento de duas rodas responde por 30% do total das vendas computadas pela entidade.

Anúncio

É curioso notar que no período do auge da crise do setor automotivo, de 2013 a 2016, a venda de seminovos subia enquanto a de O km caia, refletindo uma migração do consumidor do carro novo para aquele com pouco tempo de uso. No ano passado os dois segmentos mostraram comportamento similar. Já este ano, verifica-se uma migração inversa, ou seja, o consumidor está preferindo o O km ao seminovo.

No total, incluindo todos os veículos computados pela Fenauto, o mercado de veículos usados atingiu 1.145.183 unidades, com crescimento de 5,1% sobre janeiro do ano passado. Em relação a dezembro, mês tradicionalmente mais forte no mercado automotivo, houve queda de 14,1% no balanço geral da Fenauto.

O presidente da entidade, Ilídio dos Santos, afirma que, “apesar de ser muito cedo para uma previsão sobre o comportamento do mercado neste ano, a Fenauto acredita que, se mantido esse movimento constante, os níveis tradicionais de vendas do mercado devem se estabilizar positivamente em 2018.”