Por Joel Leite

Mal começou 2018 e já tem carro modelo 2019 no mercado. Ao contrário de outros países, a legislação brasileira permite o lançamento do modelo do ano seguinte a partir de primeiro de janeiro, mesmo que o carro não tenha nenhuma modificação.

Algumas montadoras utilizam esse expediente para antecipar novas versões, notadamente a Ford, uma das primeiras a lançar os “novos” modelos todos os anos.

Renault e Lifan também já registraram alguns de seus carros como modelo 2019. A primeira apresentou o furgão Renault Máster (mais a versão chassi), enquanto a montadora chinesa lançou o modelo 160, nas versões Vip e Talent.

“Existe na indústria um sistema de precificação baseado no ano-modelo. As montadoras, entendendo esta demanda, procuram antecipar a liberação das novas versões, dando ao consumidor essa vantagem competitiva. É uma prática que leva em conta a perspectiva de valor para o consumidor. Como resultado, um produto com ano-modelo lançado de forma mais antecipada no ano permite a proteção do valor percebido como OK por mais tempo”, disse Maurício Greco, gerente geral de marketing da Ford, ao justificar o lançamento de quatro versões do EcoSport, três da Ranger e o EcoSport Storm, versão nova com motor 2.0 e tração 4X4.

Anúncio

De fato, o comprador que adquire um carro modelo 2019 no início de 2018 vai levar vantagem, pois  permanecerá com o carro “do ano” por mais tempo. Há também uma vantagem econômica, já que o valor de revenda é maior para o modelo 2019: o que vale no mercado é o ano-modelo e não o ano de fabricação.

Então todo mundo ganha? Não. A pessoa que acabou de comprar o modelo 2018 teve o seu carro “envelhecido” antes da hora e perderá dinheiro na hora da revenda.

Conforme o Estudo de Depreciação utilizado como base para a certificação Maior Valor de Revenda, a diferença de preço entre um ano-modelo e outro é em média 15%, variando de 8% para os carros mais valorizados e chegando próximo dos 20% nos casos dos modelos de luxo e com menor volume de vendas.

Por isso, é preciso estar atento e bem informado na hora de comprar um carro. Verifique se a marca já lançou ou tem intenção de lançar a linha 2019 e, se for o caso, espere para comprar o modelo novo. Caso opte pelo 2018, exija um bom desconto, do contrário você vai perder dinheiro na hora da revenda. 

* Joel Leite é jornalista, palestrante e criador da Agência AutoInforme, agência especializada no setor automotivo