Por George Guimarães|george@autoindustria.com.br

A Volkswagen segue racionalizando sua linha de produtos importados no Brasil e diminuindo opções. Nesta sexta-feira, 9, a montadora apresentou a linha 2018 do Passat, que estará nas concessionárias a partir deste mês com somente uma versão: a Highline.

As novidades mais marcantes do sedã alemão são o sistema infotainment, cuja tela de 9,2 polegadas pode que ser comandada apenas por gestos, abertura elétrica do porta-malas com o movimento dos pés e, talvez a mais significativa, preço reduzido.

Com o conhecido motor 2.0 TSI de 220 cavalos de potência e câmbio automático de seis velocidades, o Passat Highline custa R$ 164,6 mil, cerca de R$ 13 mil a menos do que o modelo 2017. O único opcional é o teto solar panorâmico, pelo qual o consumidor deverá desembolsar outros R$ 5,4 mil.

 

Se de um lado o preço agora é menor, de outro a linha 2018 agrega itens que antes eram opcionais, como, dentre outros, o vistoso painel digital programável, seleção do perfil de condução com controle adaptativo da suspensão,  controle de velocidade e distância adaptativo, e sistema de monitoramento frontal.

Ao lado do acabamento em couro preto ou bege, o painel digital é o grande destaque no interior.  São 12,3 polegadas que exibem diversas informações, como a navegação em 2D ou 3D, sempre com gráficos e imagens em alta resolução e vários itens de personalização. Na parte externa, chama atenção faróis e lanternas em Full LED e luzes diurnas, além das rodas de 18 polegadas.

 

 

Gustavo Schmdit, vice-presidente de vendas e marketing da Volkswagen, aponta Ford Fusion, Mercedes-Benz C180 e BMW Série 3 como os concorrentes mais diretos do Passat.

O executivo, porém, não arrisca uma estimativa de vendas para o sedã, que no ano passado somou perto de 500 emplacamentos no Brasil.

Mas não nega que espera uma aceleração no fluxo dos negócios com o preço mais competitivo, talvez até digna do próprio desempenho do carro, que faz de 0 a 100 km/h em apenas 6,8 segundos e pode chegar aos 246 km/h de velocidade máxima.


Fotos: Divulgação/Volkswagen


 

E