Por Redação | autoindustria@autoindustria.com.br

A Ford anunciou em Dearborn, EUA, em evento que apresentou o seu plano de negócios  para o mercado norte-americano nos próximos dois anos, uma ampla renovação da sua linha de produtos nos Estados Unidos, focada principalmente em picapes, SUVs e veículos comerciais, com aportes em novos sistemas de propulsão e conectividade. O objetivo, segundo a montadora, é sedimentar o caminho para os sistemas de mobilidade do futuro usando a plataforma aberta na nuvem.

Jim Hackett, presidente e CEO da Ford, destacou no evento Ford Uncovered, realizado na sexta-feira, 16, que em 2020 a empresa terá a linha de veículos mais atualizada entre as grandes montadoras na América do Norte, reduzindo a idade média dos produtos de 5,7 para 3,3 anos. Além de substituir 75% das suas linhas, a marca vai adicionar quatro novas picapes e SUVs.

Segundo revelou a montadora, “há hoje uma aposta forte nos híbridos, com avanços para oferecer mais desempenho e capacidade aos consumidores, além de economia de combustível”. Até o final de 2019, todos os carros novos da marca terão conectividade 4G LTE.

Ouro anúncio feito pela Ford refere-se à introdução global do Co-Pilot360 a partir do segundo semestre. É um novo e avançado pacote de tecnologias de assistência ao motorista, que inclui assistência autônoma de frenagem de série, detecção de pedestre e outros recursos de segurança, e todos os novos modelos lançados no mercado americano contarão com esta tecnologia a partir de agora.

“Nossa paixão por grandes carros está maior do que nunca”, disse Jim Hackett. “Essa transformação vai empolgar os consumidores, trazer crescimento sustentável e ajudar na construção do nosso futuro, com veículos inteligentes para um mundo inteligente.”

Picapes e SUVs – Desde o lançamento da nova F-150 com carroceria de liga de alumínio de alta resistência, de nível militar, em 2014, a Ford ganhou 1,3 ponto porcentual de participação nesse segmento nos EUA. A empresa revela que a intenção é continuar crescendo nesse mercado, com lançamentos importantes nos próximos anos, dentre os quais o novo motor 3.0 Power Stroke diesel para a F-150, versão atualizada da popular F-150 Raptor, ainda este ano.

Anúncio

Para 2019 programa a volta da Ranger ao segmento de picapes médias e a estreia da nova Série F Super Duty. Em 2020 será realizada a estreia da nova F-150 híbrida com gerador móvel.

Com relação aos SUVs, a Ford aposta que em 2020 o segmento responderá por mais de 50% das vendas da indústria nos EUA. Por conta disso,  está realocando para esse tipo de veículo um capital de US$7 bilhões antes destinado a carros. Sua meta é ter uma linha de SUVs líder nos EUA em 2020, com oito modelos – cinco deles híbridos e um totalmente elétrico. As vendas da categoria devem crescer 20% no país, para mais de 950.000 unidades daqui a dois anos e passar de 1 milhão em 2021, segundo a LMC Automotive.

No próximo ano serão lançadas no mercado estadunidense versões totalmente novas do Escape e do Explorer, modelos que, combinados, somam 70% do volume de utilitários esportivos da Ford. E há planos de lançamento de dois modelos off-road: o novo Bronco e um utilitário pequeno ainda sem nome.

Híbridos – A nova estratégia da Ford no segmento de híbridos inclui a oferta de mais capacidade e economia de combustível nos modelos de maior volume da marca, como F-150, Mustang, Explorer, Escape e Bronco.

“Há anos, os híbridos têm sido principalmente produtos de nicho, mas agora estão no topo de uma grande mudança”, disse Farley. “A significativa capacidade que eles oferecem, além da economia de combustível, explica por que vamos oferecer versões híbridas em nossos modelos mais populares, transformando nossos leais clientes em defensores da tecnologia.”

A Ford também pretende aumentar a eficiência na produção de veículos elétricos, reduzindo pela metade a área usada nas operações de montagem e o investimento de capital. A eficiência do trabalho deve aumentar 30%, com a realocação de empregados para outras funções, como a montagem de baterias, que são normalmente complexas e caras de transportar.

O novo utilitário elétrico de performance da Ford chega em 2020. Ele é o primeiro de seis veículos elétricos que a empresa vai lançar até 2022, como parte de um investimento global de US$11 bilhões em automóveis elétricos.

 


Foto: Divulgação/Ford