Documento assinado na sexta-feira, 24 de agosto, no Palácio do Itamaraty, em Brasília (DF), por representantes dos governos da Argentina e de Brasil, objetiva unificar as especificações técnicas na produção automotiva.

Segundo informa a Agência Brasil, pelo memorando de entendimento assinado, inicialmente um grupo de trabalho formado por técnicos dos dois países terá prazo de 180 dias para estabelecer as bases da unificação relacionadas à segurança veicular. Após esse período, outras equipes devem seguir trabalhando para padronizar as exigências dos países relativas a emissões sonoras e de gases poluentes, eficiência energética e autopeças.

Um grupo de trabalho de regulamentos técnicos automotivos também acompanhará a homologação doméstica dos veículos de distintas categorias e identificar divergências e correspondências entre as regulamentações de cada mercado. A estimativa do governo é de que todo o processo de convergência de normas leve cerca de dois anos.

“O memorando vai possibilitar que nossas equipes já comecem os trabalhos para convergência regulatória, ou seja, que tenhamos regulamentos similares para o automotivo”, disse o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, destacando que o ambiente de negócios entre os dois países deve melhorar com a padronização técnica no setor.


Foto: PSA/Divulgação