OProcon de São Paulo anunciou quatro recalls de veículos esta semana, envolvendo as marcas BMW, Mercedes-Benz, Audi e Subaru. No caso da BMW, o modelo envolvido é o Mini Cooper Countryman e contempla unidades fabricadas entre fevereiro de 2017 e julho de 2018.

A BMW está convocando os proprietários desses veículos a procurar uma concessionária da marca a partir de 5 de outubro para a instalação de chapa de proteção na bomba de combustível. Segundo a empresa, em caso de colisão dianteira severa, a válvula de controle do fluxo dessa bomba pode se quebrar, com “perigo de incêndio e consequente danos físicos e materiais aos ocupantes e terceiros”.

Os chassis (não sequenciais) envolvidos no recall vão de 3D62590 a 3F91309. Para informações mais detalhadas, os proprietários podem utilizar o telefone 0800 019 7097 ou acessar o site www.mini.com.br/recall.

O recall da Mercedes-Benz envolve os modelos Classe C 300 Cabriolet fabricados entre abril de 2016 e dezembro de 2017, com numeração de chassis (não sequências) de WDDWK4JW1HF315130 a WDDWK4JW0JF659277. Os proprietários desses veículos já podem procurar uma concessionária da marca para a verificação e eventual substituição do friso de acabamento de vedação das janelas laterais traseiras.

No comunicado, a empresa informa ter constatado a possibilidade de a fixação desse friso ter ocorrido de maneira inadequada, podendo ocasionar sua soltura e eventual queda na via durante o tráfego do veículo. “Esse defeito poderá aumentar o risco de acidente com consequentes danos físicos e/ou materiais aos ocupantes do veículo e/ou terceiros”, alerta a Mercedes-Benz. Outras informações pelo telefone 0800 970 9090 e o site www.mercedes-benz.com.br.

Anúncio

A Audi, por sua vez, está convocando os proprietários dos veículos modelos A4 e A6 produzidos entre julho de 2004 e dezembro de 2010 a agendarem junto a uma concessionária da marca, a partir de 2 de outubro, a substituição do airbag dianteiro do banco do passageiro.

Quanto ao recall da Subaru, o problema abrange os modelos Legacy Sedan nas motorizações 2.0 e 2.5 Turbo e Outback 3.6, fabricados entre 1º de agosto de 2009 a 25 de janeiro de 2014 e com numeração de chassis (não sequenciais) de AG002878 a EG177299. Os proprietários devem procurar uma concessionária para a substituição do atuador do freio de estacionamento eletrônico do veículo.

A empresa alerta em seu comunicado que devido a um processo de manufatura inapropriado do atuador do freio de estacionamento eletrônico (EPB), um dos capacitadores da placa de circuito interno pode se quebrar e o sensor de rotação do motor, que aciona o cabo do freio, pode não operar, fazendo com que os veículos apresentem um mal funcionamento no atuador do freio.

Caso este problema ocorra, alerta a Subaru, a luz de advertência no painel se acenderá. Se o EPB não funcionar, será necessário que o veículo permaneça estacionado por meio do uso da alavanca da transmissão na posição P. No caso do freio não desaplicar, ocorrendo somente com o veículo já estacionado, o mesmo estará impossibilitado de ser conduzido. “Além disso, remotamente, poderá ocorrer a aplicação momentânea e involuntária do freio de estacionamento, com velocidade abaixo de 20km/h, retendo a movimentação do veículo”, reforça a empresa.


Foto: Divulgação/BMW