A Scania anuncia seu maior fornecimento de ônibus urbano de sua história. Um lote de 481 unidades para a renovação de frota do Transmilênio, sistema BRT do transporte público de Bogotá, na Colômbia.

Pelo resultado da licitação, do total de 1,4 mil ônibus a serem substituído a partir do ano que vem até 2020, os fornecedores de 1,2 mil unidades já foram definidos. Do volume, 60% serão movidos a diesel, com tecnologia Euro 5, e o restante a gás natural, sendo a Scania a única fornecedora para esta alternativa de combustível.

Segundo a montadora, os chassis a serem entregues são adequados às normas do Euro 6 a gás natural, tecnologia que reduz em 98% a emissão de material particulado, 96% de óxido de nitrogênio (NOx) e 20% de dióxido de carbono (CO2) em comparação com a maior parte dos ônibus qe circulam atualmente no sistema, ainda com tecnologia Euro 2.

LEIA MAIS

→Scania acelera produção em São Bernardo do Campo

→Scania estreia venda de ônibus com assistente de direção

→Scania: aposta de 15 metros, 8×2 e dois andares.

Anúncio

“Os ônibus Scania Euro 6 a gás são uma realidade no transporte urbano na Europa e, desde 2015, um total de 227 unidades com esta tecnologia operam na cidade colombiana de Cartagena”, conta em nota Juan Carlos Ocampo, diretor-geral da Scania na Colômbia. “As autoridades e operadores colombianos viram que esta tecnologia é ideal para centros urbanos, pois praticamente não polui o ar e faz pouco ruído, uma solução verdadeiramente sustentável.”

O lote que coube a Scania seguirá para a operadora SI2018 (Sistema Integrado de Provisón de Flota Si 2018) e é composto por 302 versões biarticuladas com potência de 340 cv e capacidade para até 250 passageiros, e outras 179 unidades articulados, com motor de 320 cv e capacidade para até 160 pessoas. Todos os veículos serão produzidos na fábrica da empresa, em São Bernardo do Campo (SP).

Os novos ônibus começarão a operar no Transmilênio no primeiro semestre de 2019, encarroçados pela Busscar da Colômbia. Além de fornecer os veículos, a Scania também será responsável pelos serviços de manutenção.


Foto: Scania/Divulgação