A dúvida é frequente para a maioria dos motoristas: pisar fundo no acelerador e desfrutar das virtudes dinâmicas de seu carro ou conduzir buscando maior eficiência de combustível? O conceito A48V desenvolvido pelo FEV Group e pela SEG Automotive, apresentado na Alemanha,  promete eliminar este dilema.

O veículo com motor convencional a combustão adota hibridização leve de 48 V que combina um compressor elétrico e o sistema da SEG conhecido como BRM, sigla em inglês para Máquina de Recuperação de Reforço. Segundo a SEG, essa a solução assegura exatamente a mescla essas duas características.

Para isso, um poderoso gerador de partida de correia de 48V substitui o gerador de 12V convencional. A alteração requer apenas pequenas modificações e, portanto, tem custos relativamente baixos. O BRM, dentre outras funções, recupera a energia de frenagem de forma preditiva, dá suporte de torque elétrico e assegura paradas particularmente suaves.

Anúncio

O torque máximo do motor de combustão é atingido a apenas 1600 rpm — 650 rpm mais cedo do que no mesmo motor convencional. Mais ainda: a função de impulso do BRM fornece torque adicional ao motor de combustão, o que resulta em em aceleração ainda mais intensa.

Em operação real, o BRM economiza até 15% de combustível e índice semelhante é verificado na redução de emissão de CO2, assegura a SEG, empresa criada oficialmente este ano a partir da centenária ex-divisão da Starter Motors & Generators da Bosch.

LEIA MAIS

→SEG estuda sistema de recuperação de energia nos carros brasileiros


Foto: Divulgação/SEG