A indústria brasileira de aço, que ampliou em cerca de 9% suas vendas no ano passado, deverá manter trajetória ascedente este ano, beneficiada principalmente pela maior demanda das empresas de autopeças, da indústria de implementos agrícolas e de transformação, segundo análise do sócio-fundador e diretor comercial da Açovisa, Andreis Bassi de Melo.

“Fechamos 2018 com aumento de 25% nas vendas e de 32% no faturamento. Para 2019, nossa meta é aumentar as vendas em 30% e a receita em 35%”, comenta o executivo. “E muito disso virá dos investimentos que faremos”.

Com o objetivo de se tornar ainda mais competitiva, a distribuidora de aço investe no Brasil entre R$ 5 milhões e R$ 8 milhões no período 2018/2019,

“Teremos novas linhas de produtos, vamos trocar 60% da frota de veículos e também os nossos equipamentos, que contará com máquinas de corte sofisticadas em todas as sete unidades da empresa espalhadas pelo País. Além disso, estamos investindo em um software para automatizar e integrar todo o sistema, nos consolidando, assim, na indústria 4.0”, adiantou.

Anúncio

A açovisa quer aumentar o seu quadro de funcionários em 10% este ano. “As vagas, inclusive, já estão abertas para a equipe comercial, de asistência técnica e de podução”, completou Melo.

Fundada em 1995, a Açovisa tem operações em todo o país, contando com uma estrutura de 15 mil m² instalada em Guarulhos, além de filiais com escritórios e unidades de atendimento distribuídos pelo território nacional.

De acordo com dados do Instituto de Aço Brasil, referentes ao período janeiro a novembro de 2018, as vendas internas atingiram no período 16,9 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, uma elevação de 9,3% em relação à igual período do ano anterior.


Foto: Divulgação/Açovisa