A Eaton está utilizando no Brasil o processo de forjamento de precisão em sua linha de engrenagens, o que permite a fabricação de peças de tamanho menor, com maior capacidade de torque e tempo de vida útil prolongado.

Esse processo, de acordo com Celso Fratta, gerente de produto e especialista em diferencias blocantes da Eaton, só é realizado em unidades da empresa nos Estados Unidos e no Brasil.

“Ao usar forjamento de precisão na manufatura de engrenagens as dimensões são extremamente controladas, por isso é possível garantir que a peça forjada tenha as dimensões exatas da peça final, eliminando etapas intermediárias de correção”, explica o executivo.

Anúncio

O dentado da usinagem final, sesgundo Fratta, é exatamente igual ao que sai da forjaria, possibilitando que os dentes fiquem mais robustos e que tenham uma característica mecânica melhor do que os que passam pelo processo de usinagem.

A Eaton já fornece peças com essas características para montadoras brasileiras e a expectativa é de que, em breve, passe a exportar um volume considerável para consumo em suas próprias unidades em localidades internacionais.

LEIA MAIS

Eaton cria divisão global eMobility

Eaton nacionaliza diferencial

O novo processo de forjamento da linha de engrenagens faz parte de uma série de investimentos que a emrpesa vem realizando em equipamentos e profissionais especializados para desenvolver peças automotivas mais precisas e robustas.


Foto: Divulgação/Eaton