A Ford e a Volkswagen anunciaram na terça-feira, 15 de janeiro, os primeiros pontos de uma aliança global entre as montadoras com o objetivo de aumentar competitividade a partir de desenvolvimento em conjunto de veículos, sobretudo picapes, furgões e vans.

As empresas também assinaram memorando de entendimento para “investigar colaboração em veículos autônomos, serviços de mobilidade e veículos elétricos”, conforme menciona o comunicado sem revelar mais detalhes.

O anúncio da aliança foi revelado logo após encontro entre o CEO da Volkswagen, Herbert Diess, e o CEO da Ford, Jim Hackett, em Detroit, nos Estados Unidos. Ambos confirmam os planos com os primeiros modelos disponíveis nos mercados globais a partir de 2022.

LEIA MAIS

→Volkswagen e Ford estudam parceria mundial por maior competitividade

De acordo com informações de agências internacionais, como parte da aliança, a Ford desenvolverá picapes de porte médio e furgões para ambas as companhias. A picape será baseada na Ranger global da montadora e será produzida apenas para os mercados latino-americanos. O furgão terá origem na Transit Custom e oferecida aos transportadores europeus. Fica por conta da Volkswagen, também para as duas empresas, o desenvolvimento e produção de uma van para uso urbano.

Anúncio

“Com o tempo, essa aliança ajudará as duas empresas a criar valor e atender às necessidades de nossos clientes e da sociedade”, afirmou Hackett, em nota conjunta. “Isso não só impulsionará eficiências significativas e ajudar ambas as empresas a melhorar sua forma física, mas também nos dará a oportunidade de colaborar na definição da próxima era de mobilidade.”

“A Volkswagen e a Ford aproveitarão nossos recursos coletivos, capacidades de inovação e posições de mercado complementares para atender ainda melhor a milhões de clientes em todo o mundo”, acrescentou Diess. “Ao mesmo tempo, a aliança será uma pedra angular para o nosso esforço para melhorar a competitividade.”

As fabricantes ressaltam que a aliança não envolve propriedades cruzadas entre as empresas, bem como ambas seguem separadas e distintas O comando da aliança será de um comitê, liderado por Hackett e Diess, além de incluir executivos seniores de ambas as empresas.


Foto: VW-Ford/Divulgação