Se aqui a Ford já deu mostras de que não está disposta a ceder um milímetro em sua decisão de fechar a fábrica de São Bernardo do Campo (SP), os representantes dos cerca de 2,8 mil funcionárIos da unidade conseguiram subir o patamar dos interlocutores.

Nesta terça-feira, 26, em assembleia nos portões da fábrica iniciada às 7 horas, os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC confirmaram que se reunirão com a direção mundial da montadora em 7 de março, nos Estados Unidos.

“Apresentaremos propostas para mostrar que a fábrica é viável”, afirmou Wagner Santana, presidente da entidade, sob forte chuva.

Após a assembleia, os trabalhadores seguiram em passeata pelo município do ABC. Manifestações semelhantes estão agendadas para os próximos dias que antecederão o encontro com a cúpula americana da Ford.

Os sindicalistas também decidiram por campanha nas redes sociais para que os consumidores não comprem veículos da marca pelo menos até a reunião da próxima semana.


Foto: Divulgação/ SMABC