A Volkswagen anunciou nesta quinta-feira, 21, que Martin Fries é o novo vice-presidente de suprimentos para a América do Sul e Brasil, sucedendo Heiner Lanze, que retorna à Alemanha para assumir a chefia de suprimentos do Grupo Volkswagen Componentes, nova estrutura responsável pelo fornecimento interno de partes como motores e transmissões para as diversas marcas que fazem parte do conglomerado.

De acordo com comunicado da Volkswagen, Heiner Lanze conseguiu relevante e importante performance no controle do custo de material nos dois anos em que esteve no Brasil, contribuindo para o resultado da empresa na América do Sul e para a estabilidade na cadeia de fornecimento.

Martin Fries, por sua vez, iniciou sua carreira na Volkswagen em 1997, na Alemanha, na área de veículos pré-série, atuando na sequência na área de logística do grupo. Graduado em engenharia necânica, com MBA em vendas e marketing, foi transferido para a Volkswagen do Brasil em 2002, onde acumulou experiências em diversas posições de gestão, em São José dos Pinhais, PR, e em São Bernardo do Campo, SP.

Anúncio

Pablo Di Si, da Volkswagen: “Não quero perder dinheiro”.

Por novo carro, VW Anchieta terá férias de 12 dias

Em 2007 retornou a Wolfsburg, na Alemanha, onde foi responsável por compras químico interior, bancos e sistemas de segurança. Em 2010 foi transferido para a Argentina, com responsabilidade pela área de suprimentos, e em 2013 voltou para Wolfsburg, passado a ser responsável por compras peças exterior. Desde o início de 2018 era o chefe de compras elétrico/eletrônico do Grupo Volkswagen.


Foto: Divulgação/VW