Os números finais da 14ª edição da Automec, Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços, confirmam percepção que os expositores tiveram já no primeiro dos cinco dias do evento encerrado no sábado, 27, no São Paulo Expo, na capital paulista.

O balanço divulgado pelos seus orgnizadores nesta terça-feira, 30, mostram dados recordes em público e também em vendas realizadas nos cinco dias da mostra. Foram mais de 75 mil visitantes, ante média de 70 mil nas edições anteriores, e as rodadas de negócios nacionais e internacionais somaram R$ 77 milhões.

Além disso, cerca de 62 mil pessoas passaram pelas áreas de experiências, que somaram mais de 4 mil horas de conteúdo, fazendo da Automec 2019 a melhor de todos os tempos e o maior evento B2B da América Latina.

Com a participação de 1,5 mil marcas, foram ocupados todos os oito pavilhões e, ainda, boa parte da área externa do São Paulo Expo. O evento propiciou contato direto dos expositores com um público qualificado, formado por distribuidores, varejistas, reparadores, proprietários de oficinas, montadoras, concessionários e transportadoras.

LEIA MAIS

Dos 470 associados do Sindipeças, 360 são PMEs

Automec: esquentando os motores.

Automec inova com agenda de negócios

Elias Mufarej, diretor do Sindipeças e responsável por reposição e fomento à exportação, comemorou o sucesso da Automec deste ano: “Considerando ser a maior feira de autopeças na América Latina e a quarta no mundo, essa 14ª edição expressou muito bem a magnitude do setor no Brasil, nos seus diversos segmentos”.

Além das fabricantes aqui instaladas, que aproveitaram a mostra para realizar lançamentos de produtos e serviços, também participaram empresas da Alemanha, Estados Unidos, França, China, México, Peru, Romênia, Paquistão, Coreia do Sul e Turquia.

“Nosso pavilhão internacional representou 38% da área de exposição. É possível afirmar que temos representantes de todos os cantos do planeta”, disse Leandro Lara, diretor da Automec.

Anúncio

Também o público contemplou visitantes de diferentes nacionalidades. Segundo os organizadores, houve aumento de 50% na visitação de outros países da América Latina, como Argentina, Chile, Colômbia, Bolívia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Negócios – A Automec deste ano contemplou três rodadas de negócios, sendo duas nacionais e uma internacional, com total de 130 reuniões que geraram R$ 77 milhões. No Clube dos Compradores, área com benefícios exclusivos, foi registrada a passagem de 700 executivos.

“É um volume incrível e mostra que as empresas escolhem fazer negócios na Automec. Somos reconhecidos pela alta capacidade de atrair compradores qualificados e conectá-los com as soluções mais inovadoras do mercado”, destacou o diretor da feira.

De acordo com Lara, esta conexão foi potencializada pela nova ferramenta de inteligência de dados, que levou recomendações personalizadas para mais de 85% dos visitantes a partir de seus interesses sinalizados no credenciamento.

Na comparação com 2017, esta edição teve um aumento de 36% no número de participantes com poder de decisão para compras e de 24% no público com verba acima de R$ 100 mil para investimentos. Mais de 65% dos distribuidores declararam verba acima de R$ 1 milhão para investir e mais de 50% dos varejistas presentes eram responsáveis pelo fechamento de novos negócios, conforme indica pesquisa realizada na mostra.

LEIA MAIS

Delphi ambiciona maior atuação na reposição para a área de diesel

MWM projeta expansão de 15% no mercado de reposição

Padrão DRiV tem estreia mundial na Automec


 

Foto: Divulgação/Automec 2019