A estratégia da Volkswagen do Brasil de ampliar a oferta de veiculos com transmissão automática para conquistar novos consumidores está dando resultados. Suas vendas para o público PcD, Pessoas com Deficiência, deram um salto este ano e também houve aumento dos negócios com taxistas.

A montadora divulgou nesta quinta-feira, 9, que a marca bateu recorde de vendas para PcD, com 2.564 unidades comercializadas no primeiro quadrimestre deste ano, volume 60% superior ao obtido no mesmo período do ano passado (1.603). No caso dos taxistas, o número de negócio saltou de 3.416 para 3.829 veículos em idêntico comparativo, expansão de 12%.

“A Volkswagen está hoje entre as marcas com maior oferta de veículos automáticos no mercado brasileiro”, ressalta Gustavo Schmidt, vice-presidente de vendas e marketing da Volkswagen do Brasil. “Com a chegada das versões automáticas do Polo, Virtus, Gol e Voyage, contamos agora com diversos modelos posicionados estrategicamente para atender aos clientes PcD e taxistas”.

LEIA MAIS

Os altos e baixos do mercado de veículos destinados ao público PCD

Anúncio

Volkswagen Voyage é o carro que mais depende das vendas diretas

O vaivém do atacado e varejo

Novo Polo, Virtus e Fox foram os modelos Volkswagen mais vendidos para o segmento PcD de janeiro a abril de 2019. Já o Virtus, o Voyage e o Gol foram os preferidos pelos taxistas no mesmo período. Os negócios junto a esses dois públicos enquadram-se como vendas diretas.

Com investimento da ordem de R$ 7 bilhões até o próximo ano, que envolve 20 novos modelos da marca, a Volkswagen mantém um programa de mobilidade que  concede às pessoas com deficiência, condutores ou não,  um desconto na compra de veículos da marca, definido de acordo com o perfil do cliente.

É um abatimento adicional às isenções de impostos (IPI, ICMS, IPVA e IOF) concedidas pelos governos federal e estadual. Segundo a montadora, a rede de concessionários Volkswagen, que conta com mais de 500 pontos de venda em todo o País, está preparada e em contínuo treinamento para receber demandas neste segmento.


Foto: Divulgação/VW