A Volvo Car já anunciou seu objetivo de que, até 2025, veículos eletrificados representem ao menos metade de suas vendas globais. Para alcançar essa meta, a montadora acaba de assinar contratos de longo prazo com a chinesa CATL e a coreana LG Chem, duas das maiores fornecedoras mundiais de bateria.

As duas empresas serão responsáveis pelas baterias de íons de lítio no transcorrer da próxima década para as futuras gerações de veículos da própria Volvo e da Polestar, marca do grupo que responde por carros elétricos de alto desempenho.

“O futuro da Volvo Cars é elétrico e estamos firmemente comprometidos em ir além do motor a combustão”, afirma Håkan Samuelsson, presidente e CEO do grupo sueco. “Com este acordo, garantimos a aquisição de baterias para os próximos 10 anos”, acrescenta Martina Buchhauser, vice-presidente sênior de compras da Volvo, sem, entretanto, revelar os valores envolvidos nas negociações.

Anúncio

A partir deste ano, todos os modelos da montadora são eletrificados. As baterias dos dois fornecedores asiáticos estarão presentes nos veículos montados sobre a plataforma CMA, como o XC40, e também daqueles derivados da plataforma modular SPA2, como os da série 60 e 90.

A conclusão da primeira linha de montagem de baterias da Volvo Car que está sendo construída em Ghent, na Bélgica, está prevista para o fim deste ano. O primeiro modelo totalmente elétrico a ser construído lá será o próprio utilitário esportivo XC40.


Foto: Divulgação/Volvo Car