A Ford continua perdendo espaço no mercado brasileiro. Quarta colocada em 2018, com 9,2% de participação, é a quinta no acumulado deste ano e em maio, particularmente, baixou para o sétimo lugar no ranking das marcas de automóveis e comerciais leves mais vendidas no País.

A marca estadunidense, que anunciou em 19 de fevereiro deste ano o fechamento da sua tradicional fábrica do Taboão, em São Bernardo do Campo (SP), emplacou apenas 18.868 veículos no mês passado, o que lhe garantiu fatia de 8% nas vendas internas totais. Com o encerramento da unidades do ABC paulista, a empresa deixa de produzir o Fiesta e toda a sua linha de caminhões.

LEIA MAIS

Ford negocia com revendas de carros assistência técnica aos caminhões

Negociações para a venda da Ford avançam, diz Doria ao Sindicato

A Toyota ficou bem próxima, com 8,1% de penetração, mas ocupou o sexto lugar com 18.987 licenciamentos. A Hyundai foi a quinta, com a venda de 19.241 unidades e participação de 8,2%, enquanto a Renault consolidou-se na quarta posição, com 20.962 licenciamentos e índice de 8,9%.

As três primeiras colocadas em maio e no acumulado do ano são a General Motors, Volkswagen e Fiat. A briga pelo primeiro lugar foi bastante acirrada em maio, com a Volkswagen ocupando a posição no balanço da quinzena. Mas ao final do mês a GM fechou com 17,6% de participação e 41.145 lincenciamentos, enquanto a Volkswagen ficou 0,9 ponto porcentual abaixo – 16,5% -, com a venda de 38.591 unidades.

Anúncio

LEIA MAIS

Mercado supera 1 milhão de veículos no ano

Com muitas vendas diretas, Onix segue líder folgado

A Fiat emplacou 31.480 automóveis e comerciais leves, com fatia de 13,4% nas vendas totais do segmento. No acumulado dos primeiros cinco meses do ano, conforme dados divulgados nesta segunda-feira, 3, pela Fenabrave, a GM detém 17,9% de penetração (185.535 unidades), seguida da Volkswagen, com 14,9% (154.699), e da marca italiana, com 13,6% (140.484).

Na sequência vêm a Renault, com fatia de 8,83% e 91.466 licenciamentos, Ford, com 8,34% (86.393), Toyota, com 8,29% (85.893), e Hyundai, com 8% .(82.925).


Foto: Divulgação/Ford