A indústria de implementos rodoviários registra desempenho positivo este ano tanto nas vendas internas como nas exportações. O setor comercializou total de 46,7 mil unidades no mercado brasileiro no acumulado de janeiro a maio, volume 48% maior do que o registrado em idêntico período de 2018, que foi de 31,5 mil unidades.

As exportações, por sua vez, saltaram 17,5% no mesmo comparativo, com o embarque de 1.051 unidades nos primeiros cinco meses deste ano, conforme dados divulgado nesta quinta-feira, 13, pela Anfir, Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários.

Apesar dos números positivos, a entidade alega que ainda espera uma recuperação mais equilibrada do mercado brasileiro até o final deste ano. É que dos 22 segmentos de produtos avaliados pela Anfir, quatro ainda apresentam resultado negativo, sendo três do segmento de pesados e um de leves.

LEIA MAIS

Indústria de implementos fecha novos negócios no México

Venda de implementos rodoviários apura alta de 45%

Randon fatura R$ 1,6 bilhão no primeiro trimestre

Anúncio

“No processo de recuperação é importante que todos os segmentos reajam de forma a termos um mercado sustentável”, analisa Norberto Fabris, presidente da Anfir. “O mercado saudável reage de forma uniforme, provando que a economia está reagindo como um todo e não somente em alguns setores”.

Dos 15 produtos do segmento de reboques e semirreboques, os três que apresentam resultado negativo são baú frigorífico, tanque inox e canavieiro. “Os dois primeiros são produtos importantes, mas como seu volume é pequeno no momento eles têm pouca influência no resultado da indústria”, explica Fabris. No caso do canavieiro, o recuo nas vendas reflete o momento da colheita no Estado de São Paulo, que iniciou os trabalhos em abril.

No segmento de leves, que abrange as carrocerias sobre chassis, dos sete produtos classificados pela Anfir, o único com desempenho negativo é o baú lonado, justamente o de menor desempenho de vendas nos primeiros cinco meses do ano.

Os emplacamentos no mercado de pesados atingiram 25.597 unidades de janeiro a maio, com expressiva variação positiva de 63%. No caso das carrocerias sobre chassis, as vendas somaram 21.071 produtos, ante os 15.842 dos primeiros cinco meses de 2018, uma expansão de 33%.


Foto: Divulgação/Randon