O Grupo Traton divulgou balanço financeiro do primeiro semestre do ano com aumento na receita de 7%, para € 13,5 bilhões ante € 12,6 bilhões anotados no mesmo período do ano passado. Na primeira metade do ano, a empresa entregou 123,3 mil veículos em todo o mundo, volume 10% superior ao registrado há um ano.

Nos seis primeiros meses do ano, a companhia apurou lucro operacional acima de € 1 bilhão, com acréscimo de € 212 milhões no resultado registrado há doze meses.

Segundo o relatório apresentado, o crescimento anotado se deve às condições favoráveis dos mercados europeus, especialmente o da Alemanha, e do Brasil. A empresa, no entanto, atenta para o recuo de 6% nas encomendas de veículos, atribuído ao declínio de pedidos de caminhões em mercados como Rússia, Índia e Turquia, além de menor demanda no segmento de ônibus em países como México, Irã e Arábia Saudita.

“Nosso IPO em junho demonstra que estamos alcançando nossos objetivos na TRATON. Olhando para a frente, avançamos agora a todo o vapor com a implementação de nossa estratégia Global Champion, alavancando mais sinergias em todo o grupo”, destaca no comunicado Andreas Renschler, CEO do Grupo Traton e membro do conselho de administração da Volkswagen. “Ao mesmo tempo, estamos mantendo um olhar muito atento na evolução do mercado, a fim de ter flexibilidade para ajustar nossa produção.”

LEIA MAIS

→Grupo Traton: nasce uma potência em transporte.

→VW Truck & Bus agora é oficialmente Grupo Traton

Anúncio

→Roberto Cortes: convicção do fim da crise.

Na receita apurada, € 13,3 bilhões foram provenientes das vendas de veículos e € 419 milhões referentes a serviços financeiros, o que inclui financiamentos, leasing e produtos seguros. A unidade de negócio gerou no período lucro operacional de € 70 milhões contra € 65 milhões alcançados no primeiro semestre do ano passado.

Por marcas do grupo, a MAN entregou no primeiro semestre pouco mais de 54 mil unidades, alta de 10% na comparação com o volume de um ano atrás. As vendas da fabricante contribuíram com receita de € 5,5 bilhões, 6% maior em relação há um ano.

A Scania anotou vendas de 51,5 mil veículos nos seis primeiros meses, crescimento de 10% na mesma base de comparação. A receita no período alcançou € 7,1 bilhões, 13% maior ao anotado um ano atrás. Com isso, o lucro operacional da fabricante aumentou 34%, para € 828 milhões. A companhia atribui o desempenho à introdução bem-sucedida da nova geração de caminhões da marca na América Latina e na Ásia.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus apurou vendas de 18% maiores, para 20,4 mil veículos no primeiro semestre do ano, com receita de € 860 milhões ante € 674 milhões registrados no mesmo período de 2018. O lucro operacional chegou a € 18 milhões, € 5 milhões a mais que o anotado nos seis primeiros meses do ano anterior.


Foto: Grupo Traton/Divulgação