A Volkswagen parece disposta a derrubar o domínio que a Jeep estabeleceu, com larga margem, no segmento de utilitários esportivos no Brasil. Depois de trazer a nova geração do mexicano Tiguan, lançar o T-Cross e anunciar, na  semana passada, que produzirá um SUV compacto na Anchieta, a montadora confirmou nesta terça-feria (10), durante o Salão de Frankfurt, na Alemanha, que terá mais um SUV nacional.

O projeto está adiantado e deve ser apresentado no segundo semestre do ano que vem, segundo Pablo Di Si, CEO da Volkswagen na América Latina. O novo veículo deve ser fabricado na unidade de Taubaté (SP), já que São José dos Pinhais produz o  T-Cross e à unidade da Anchieta caberá o SUV derivado do Polo.

T-Cross: quarto SUV mais vendido no Brasil em agosto.

Com o novo modelo anunciado na Alemanha e mais o futuro argentino Tarek, em dois anos a linha de utilitários esportivos da Volkswagen será a maior do Brasil.

Por enquanto, somente com Tiguan e T-Cross, a participação da marca de 6,3% nos SUVs é tímida perto das líderes. Mas nove vezes maior do que nos oito primeiros meses do ano passado, quando contava somente com o Tiguan.

Anúncio

A investida da Volkswagen, assim,  encontra respaldo no próprio desempenho de vendas desses modelos. Eles já formam o segundo maior segmento no mercado interno, atrás apenas dos hatches pequenos, que representam 33,6% dos emplacamentos em 2019.  Mas as vendas de SUVS cresceram mais de 14% este ano, enquanto o mercado de automóveis de passeio registrou, na média, evolução em torno de 9%.

LEIA MAIS

→ Volkswagen confirma CUV na Anchieta, mas não novo investimento

→ Nada detém a ascensão dos SUVs no mercado da Europa

O T-Cross tem cumprido muito bem o seu papel nesse sentido. Após seis meses do lançamento, já acumula 15,3 mil unidades negociadas. É o décimo modelo mais vendido no segmento, já muito próximo do veternano Renault Duster (16 mil).

No mês passado, o T-Cross atropelou diversos concorrentes e  foi o quarto SUV mais vendido do País, com 4,2 mil licenciamentos. O Compass, terceiro colcado, somou 4,8 mil unidades, atrás do Renegade (5,2 mil) e do líder em agosto Hyundai Creta (6,6 mil).

Com os nacionais Compass e Renegade respondendo pela quase totalidade de suas vendas,  a Jeep tem mais de 22% do segmento, que somou 374,9 mil unidades de janeiro a agosto, quase 26% do mercado interno.


Foto: Divulgação/VW