A Toyota escolheu sua sede no Japão para anunciar, nesta quinta-feira (19), aporte de R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba, a mais nova das duas de veículos que possui no Brasil. Os recursos serão direcionados sobretudo para a produção de um novo carro a partir de 2021, mas ainda não revelado pela montadora.

Apesardo mistério, é quase certo que se trata de um utilitário esportivo compacto, montado sobre a plataforma do Yaris. A Toyota é a única das grandes fabricantes com produção local a não dispor de um produto para o segmento, nem mesmo importado.

toyota

Complexo produziu mais de 665 mil veículos em 7 anos

A produção do futuro carro, calcula a empresa, representará cerca de 300 postos de trabalhos diretos adicionais na planta paulista que também produz  Etios, Etios Sedan e o próprio Yaris em duas versões.

Esse número de vagas não permitirá que a Toyota se beneficie do programa estadual IncetivAuto, que concede descontos de ICMS para projetos que gerem no mínimo 400 empregos e demandem investimento igual ou superior a R$ 1 bilhão.

Mas João Doria, governador do Estado de São Paulo que participou da solenidade ao lado da diretoria da operação latino-americana da Toyota, antecipou que a montadora tem até o encerramento de 2020 para assegurar mais 100 outros postos de trabalho e obter as vantagens do programa criado no primeiro semestre de 2019. Dele já é beneficiária, por exemplo, a General Motors e potencialmente a Volkswagen.

Anúncio

LEIA MAIS

→ Toyota lança serviço de aluguel de carros no País

→ Novo Corolla: 15 novos fornecedores, 1,3 mil itens nacionalizados.

A Toyota afirma que optou por produzir o novo veículo em Sorocaba — e não em Indaiatuba, onde é fabricado o Corolla—, pelo projeto inicial da planta, que já previa a possibilidade de ampliação, além da melhor logística dos 11 fornecedores  instalados ao lado. “Esse anúncio reforça nossa visão de longo prazo no País”, afirmou Masahiro Inoue, CEO da montadora para a América Latina e Caribe.

A construção de Sorocaba consumiu US$ 600 milhões. Inaugurada em agosto de 2012 para produzir 74 mil veículos por ano, agora pode fabricar 108 mil unidades anualmente, depois  de receber R$ 1 bilhão em melhorias ao longo de 2015. Em 7 anos, a unidade já fabricou mais de 665 mil veículos.

O bom desempenho produtivo desde o início foi determinante para que a Toyota escolhesse a vizinha cidade de Porto Feliz para abrigar, desde 2016, a fábrica de motores 1.3 e 1.5 litro, que equipam Etios e  Yaris, e, desde o mês passado, também o 2.0L Dynamic Force para a recém-lançada geração do Corolla.


Foto: Divulgação/Toyota