O Volkswagen T-Cross, que com apenas seis meses de mercado chegou à quarta posição no ranking dos SUVs mais vendidos no País em agosto, tem novo destino externo. Nas versões Trendline, Comfortline e Highline, com motor 1.6 MPI e transmissão automática ou manual, o modelo começa a ser exportado para o México este mês.

O presidente e CEO da Volkswagen na América Latina, Pablo Di Si, informa que a meta é destinar perto de 6 mil unidades para aquele mercado ainda este ano. “Fabricado a partir de uma plataforma global com tecnologia de ponta, o T-Cross chegará ao México para fortalecer e ampliar ainda mais a presença da marca nesse importante mercado da América Latina”.

O primeiro SUV produzido pela Volkswagen no Brasil já está sendo vendido em outros países da região e, em 2020, chegará também à África, totalizando 50 mercados. No México, o T-Cross vai complementar a linha de produtos da subsidiária brasileira já comercializada por lá, que contempla modelos como o Gol, Saveiro e, desde o mês passado, o sedã Virtus.

LEIA MAIS

Volkswagen exportará 8 mil Virtus para o México este ano

VW inova com motor elétrico na parte inferior do veículo

Lançado em fevereiro e com vendas internas iniciadas em março, o T-Cross já superou a marca de 15 mil unidades comercializadas no Brasil. “Em agosto, teve seu melhor mês em vendas, com mais de 4,2 mil emplacamentos, o que nos levou a uma participação de mercado de 16,8%, melhor resultado mensal da Volkswagen desde fevereiro de 2015”, informa Di Si..

Anúncio

Produzido na fábrica de São José dos Pinhais, PR, o modelo faz parte da ofensiva de SUVs da marca na região, que inclui cinco novos utilitários esportivos até 2020. No Salão de Frankfurt, na Alemanha, a Volkswagen revelou que além dos modelos anunciados anteriormente a empresa produzirá no Brasil também um SUV menor que o T-Cross, provavelmente em sua unidade de Taubaté, no interior paulista.

LEIA MAIS

Volkswagen produzirá terceiro SUV nacional

O T-Cross consumiu investimentos da ordem de R$ 2 bilhões, incluindo a modernização e ampliação da fábrica paranaense e de desenvolvimento do projeto. Fabricado a partir da Estratégia Modular MQB, o modelo recebeu classificação 5 estrelas na proteção para adultos e crianças nos testes do Latin NCAP, e também o Advanced Award pelo sistema de frenagem automática pós-colisão.

A Volkswagen é a maior exportadora de veículos da história do Brasil, com mais de 3,9 milhões de unidades enviadas para 147 países. No acumulado de janeiro a agosto de 2019, a empresa é responsável por 25% das exportações de automóveis e comerciais leves a partir do Brasil.


Foto: Divulgação/VW