Lançado em janeiro de 2018, o sedã Virtus da Volkswagen acaba de alcançar a marca de 100 mil unidades produzidas na fábrica da Anchieta em São Bernardo do Campo, SP, com resultados positivos tanto interna como externamente.

O Virtus acumula vendas internas de 71,7 mil unidades no mercado brasileiro e até o mês passado a Volswagen já havia exportado mais de 22 mil unidades do novo sedã. Com vendas para o México iniciadas no mês passado, na versão Comfortline 1.6 com transmissão automática ou manual, a meta é mandar para aquele mercado este ano perto de 8 mil unidades, conforme revelou nesta segunda-feira, 16, a Volkswagen do Brasil.

Com o México, são dez os países da América Latina que já recebem o moelo, o terceiro mais exportado pela montadora em 2019: Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai, Curaçau, Costa Rica e México.

O sedã que, junto com o Polo, marcou o que a empresa chama de a nova Volkswagen, é o primeiro colocado no ranking dos sedãs compactos mais vendidos no País, à frente do Toyota Yaris e Honda City, de acordo com levantamento da Fenabrave. De janeiro a agosto deste ano foram emplacadas 30,1 mil unidades, com participação de 42,6% no segmento e crescimento de 17% sobre o total comercializado no mesmo período do ano passado.

O marco de 100 mil unidades produzidas no ABC paulista foi alcançado com a versão Highline na cor Azul Night. “O Virtus é um dos veículos que simbolizam a nova Volkswagen que estamos construindo”, afirma Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Anúncio

LEIA MAIS

VW Virtus desembarca no México

Volkswagen Virtus atropela concorrentes e dobra segmento

Segundo lembra Di Si, o sedã – desenvolvido no Brasil a partir da estratégia global MQB – introduziu inovações tecnológicas importantes no País, como o Manual Cognitivo, que trouxe atratividade e interatividade para o manual do proprietário. “Ele é o primeiro carro do mundo a utilizar inteligência artificial IBM Watson para responder perguntas sobre todos os detalhes do veículo”.

“Além de ser produzido com níveis de acabamento que seguem os mais rigorosos padrões de qualidade dos sedãs da Volkswagen no mundo, o modelo recebeu a nota mais alta nos testes de impacto da Latin NCAP na proteção de adultos e crianças. Todos estes diferenciais importantes atendem tanto o Brasil como também outros mercados de exportação”, comenta Mario Rodrigues, Plant Manager da fábrica Anchieta.