OBanco Mercedes-Benz aproveita a Fenatran, maior feira de transporte da América Latina, para lançar planos de financiamento inéditos no mercado de caminhões e anunciar recorde de negócios no Brasil, com R$ 4 bilhões movimentados nos primeiros nove meses deste ano e carteira total chegando a R$ 11,4 bilhões.

“Crescemos 49% no ano passado sobre o anterior e este ano, até setembro, expandimos em mais 47% a geração de novos negócios”, comenta o diretor comercial da instituição, Diego Marin, destacando que os números atuais são recordes na história da empresa. “Até então, nossos melhores números tinham sido registrados em 2014”.

No embalo do crescimento do mercado de pesados, o Banco Mercedes-Benz está lançando dois planos inéditos no segmento de caminhões: o CDC Flexibility e o CDC Decrescente. O primeiro destina-se aos modelos Atego e Accelo 0 km e também está disponível para caminhões seminovos da SelecTrucks.

Nesta modalidade, o cliente contrata o crédito com uma entrada mínima, paga parcelas fixas mensais reduzidas e no final pode desembolsar uma parcela maior e adquirir o bem ou revendê-lo à SelecTrucks, por valor previamente definido.

O produto conta com prazos de 24 a 60 meses para veículos novos com entrada mínima de 20% para pessoa física e 10% para pessoa jurídica. Para veículos seminovos o prazo é de 36 meses, com entrada de 30% nos dois casos.

Já o CDC Decrescente tem parcelas que vão ficando menores a cada mês, possibilitando ao cliente pagar menos juros no valor total do contrato em comparação ao CDC tradicional. Os prazos de financiamento estão entre 3 e 60 meses e a entrada mínima é de 20% para pessoa física e 10% para pessoa jurídica.O produto conta com o mesmo sistema de amortização constante do Finame.

Anúncio

LEIA MAIS

Renov→de frota volta à tona na Fenatran

Sem espelho retrovisor, Actros ganha versões com motor de 530 cv

Além disso, durante este mês da Fenatran o banco está oferecendo para os clientes interessados no Actros condições especiais com juros mensais de 0,79% para prazos de até 72 meses e de 0,64% para 60 meses.

Segundo Marin, o CDC não para de ganhar espaço no mercado, respondendo hoje por mais de 90% dos financiamentos, enquanto o Finame não chega a 10%. Especificamente no mercado de caminhões houve expansão de 70% dos novos negócios este ano.

“Do total de caminhões Mercedes-Benz comercializados no País, 20% são compras a vista e o restante a prazo. Nós detemos mais da metade dos negócios, com o restante ficando com bancos privados, Finame e consórcio”, informou o diretor comercial.

A Fenatran, que acontece no São Paulo Expo, na capital paulista, deverá receber mais de 60 mil visitantes até a próxima sexta-feira, 18, quando acaba a feira.


Foto: Divulgação/Banco Mercedes-Benz