Não de hoje a Cummins vem se apresentando como uma empresa de soluções de energia e não somente mais um fabricante de motores a diesel, segmento em que atua ao longo de seu um século de existência. E não é só discurso, como comprovam os frequentes lançamentos de tecnologias e reiterados investimentos em vários campos e empresas parceiras.

A última inovação acaba de vir a público no North American Commercial Vehicle Show 2019, em Atlanta, Estados Unidos. A empresa apresentou protótipo de caminhão movido a célula de combustível a hidrogênio e energia elétrica de baterias.

O veículo foi desenvolvido e fabricado pela Cummins em Columbus, Indiana, e utiliza células de combustível de 90 kW da Hydrogenics, empresa recém-adquirida pelo grupo, além de bateria de íons de lítio de 100 kWh.

Esse conjunto, diz a favbricante, assegura rodar de 250 a 400 quilômetros, autonomia que pode ser estendida com tanques de hidrogênio adicionais, aumentando a pressão de armazenamento do tanque ou mesmo com a instalação de mais células de combustível.

Anúncio

Muitos dos componentes críticos do trem de força foram projetados e desenvolvidos pela própria Cummins. “O desenvolvimento deste caminhão é um passo importante para obtermos informações valiosas”, disse Thad Ewald, vice-presidente de estratégia corporativa da Cummins e líder do segmento de energia elétrica da empresa.

O executivo entende que, no longo prazo, os clientes da empresa demandarão maior diversidade de energia em decorrência dos mercados ou das aplicações dos veículos. “Estamos em uma posição única para ajudá-los a selecionar a solução certa para suas necessidades […], fazer a transição de uma tecnologia para outra no melhor momento para seus negócios.”


Foto: Divulgação/Cummins