Arecuperação do mercado brasileiro de equipamentos para construção iniciada em 2018 segue firme este ano. Os números oficiais da Sobratema, Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, serão divulgados apenas no final deste mês, mas o presidente da entidade, Afonso Mamede, antecipa as projeções positivas em todos os segmento de atuação do setor.

Mamede participou do lançamento da M&T Expo 2021, com o início nesta terça-feira, 5, da venda de espaço para os expositores interessados em participar da mostra que acontece daqui a quase dois anos – entre os dias 5 e 8 de julho – no Expo São Paulo, na capital paulista. Na ocasião, o presidente da Sobratema informou que após crescimento de 38% no ano passado, as vendas de equipamentos de construção terão nova alta, da ordem de 51%, este ano.

“Ainda não vamos retomar o recorde de mais de 30 mil unidades de 2013. Mas deveremos chegar a um número próximo de 27 mil unidades, ante as 17,8 mil de 2018”, comentou o executivo, lembrando que o fundo do poço do setor foi em 2017, quando o mercado baixou para apenas 12,9 mil unidades.

A chamada linha amarela, que contempla tratores de esteira, retroescavadeira e rolo compactador, deve ter expansão de 37% este ano, passando das 11,6 mil unidades do ano passado para quase 16 mil em 2019.

Ainda este mês será divulgado o Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, que trará detalhadamente os números do setor e as perspectivas de venda para este ano. Além da linha amarela, também são contemplados dados sobre caminhões rodoviários utilizados na construção e outros equipamentos como guindastes, compressores portáteis, manipuladores telescópicos, plataformas aéreas, tratores de pneus pesados e gruas torre.

Anúncio

Segundo Mamende, há sinais positivos na economia que indicam a continuidade de crescimento do setor nos próximos anos. Segundo ele, a construção civil já vem apresentando sinais de melhora na capital paulista, movimento que tende a se estender para outras localidades do País.

Além disso, há necessidade de renovação dos equipamentos e considerando o recorde de 2013 tudo indica que o setor da construção investirá em novas máquinas a partir de agora. “A produtividade da construção está atrelada aos equipamentos”, lembrou Mamende.

M&T Expo – Organizada pela Messe München do Brasil, a M&T Expo 2021 pretende ao menos repetir os dados da última edição, realizada no mesmo local em 2018. Com 800 marcas expositoras, incluindo os gigantes do setor como Volvo CE, New Holland Construction, Case CE e Caterpillar, dentre outros -, o evento teve público de 40 mil pessoas, incluindo visitantes internos e do exterior. Assim como aconteceu em 2018, também em 2021 haverá uma arena de demonstração e espaço externo para exposição de produtos.


 

Foto: Divulgação/New Holland